Para todos e todas: como os hotéis da rede Accor se tornaram referências para o público LGBTI+

LGBT shutterstock 2152175667

Você já parou pra pensar em tudo o que os hotéis podem fazer para o público LGBT+? Pois a rede Accor é referência nisso. Descubra já o porquê! | Crédito: Shutterstock

Junho só tem coisa boa: festas de São João, Dia dos(as) Namorados(as) e um friozinho gostoso pra quem faz contagem regressiva para o inverno. Epa, mas faltou coisa nessa lista! Afinal, já faz um bom tempo que junho ficou conhecido como o Mês do Orgulho LGBTI+. E não é mera coincidência o fato de seus 30 dias colecionarem Paradas do Orgulho LGBTI+, que levam as cores do arco-íris para as ruas de todo o Brasil.

Inclusive, Sampa deu mais um show e, de acordo com dados divulgados pela organização do evento, juntou uma galera de mais de 4 milhões no último domingo (19), durante a 26ª edição de sua tradicional Parada. Ou seja: mais um número recorde de motivos de por que palavras como ‘diversidade’ e ‘respeito’ devem fazer parte do vocabulário de todo mundo.

Turismo LGBT+: tire todas as dúvidas com esta entrevista exclusiva

Junho é, sim, um mês que merece – e deve – ser celebrado. Mas não são apenas as bandeiras que devem simbolizar a luta pela conscientização e pelo fim do preconceito. Existe uma infinidade de pequenas e grandes coisas que cada um de nós pode fazer para tornar o mundo mais amistoso e menos intolerante, mais sensível e menos “juiz” dos valores alheios. O sexto mês do ano tá aí pra isso mesmo: virar os holofotes para um grupo de pelo menos 2 milhões de brazucas, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Felizmente, tem crescido o número de pessoas e de empresas que levam a pauta bem a sério. Quer ver alguns (vários) exemplos na prática? Então se liga só no que a rede Accor, um dos grandes nomes da hotelaria no Brasil e no exterior, tem feito em prol da comunidade LGBTI+. Só pra se ter uma ideia, a marca fundou o seu próprio Comitê LGBTI+, sabia? E foi Raul Almeida, o embaixador desse comitê aqui em solo verde-amarelo, que conversou com a gente e deu detalhes sobre o superleque de iniciativas que a rede vem adotando há anos.

Se você ler este bate-papo inspirador até o fim, vai perceber que todas elas são atitudes relativamente simples, embora tenham um potencial enorme. Inspire-se você também!

ENTREVISTA EXCLUSIVA: RAUL ALMEIDA, GERENTE DE CONTAS ESTRATÉGICAS E EMBAIXADOR DO COMITÊ LGBTI+ DA REDE ACCOR NO BRASIL

Raul Almeida, gerente de Contas Estratégicas e embaixador do Comitê LGBTI+ da rede Accor no Brasil | Crédito: Divulgação

Raul Almeida, gerente de Contas Estratégicas e embaixador do Comitê LGBTI+ da rede Accor no Brasil | Crédito: Divulgação

1. A rede Accor foi uma das patrocinadoras oficiais da 26ª Parada do Orgulho LGBTI+ de São Paulo. Quais outras iniciativas voltadas para este público a marca apoia?

Nós temos o Comitê LGBTI+ na Accor Brasil desde 2017. Depois disso, formamos comitês em outros países da América do Sul: Argentina, Colômbia, Chile e Peru, nessa ordem. De lá pra cá, apoiamos uma série de eventos e iniciativas em prol da causa, realizados em grande parte por ONGs. De modo geral, essas ações focam o turismo e o empoderamento de pessoas LGBTI+. Isso inclui, por exemplo, o Miss Brasil Gay, em Juiz de Fora (MG), e as Paradas do Orgulho LGBTI+ em Santos (SP), Jundiaí (SP), Santo André (SP) e Brasília (DF), entre outras.

Paradas LGBT+ ao redor do mundo: confira as datas e programe-se

Da mesma forma, apoiamos por três anos seguidos o Casamento Igualitário, uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo com o governo do estado. Nossa participação envolvia presentear casais LGBTI+ de baixa renda com noites de núpcias em hotéis na Grande São Paulo e em cidades próximas. Além disso, em 2019 tivemos um projeto de empregabilidade trans em parceria com a Casa 1. Na época, abrimos um processo seletivo com vagas exclusivas para este público em hotéis em São Paulo.

Ao mesmo tempo, gostaria de citar dois eventos dedicados ao turismo. O primeiro deles é o GNetwork, na Argentina, do qual participamos mais de uma vez. Já o segundo é a LGBTI+ Turismo Expo, que vamos sediar este ano no Fairmont Rio de Janeiro Copacabana e do qual somos patrocinadores.

Para coroar, a rede Accor é apoiadora máster do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, membro da IGLTA (Associação Internacional de Turismo LGBTI+) e associada à Câmara de Comércio e Turismo LGBT no Brasil.

2. Existem alguns hotéis queridinhos do público LGBTI+ em Sampa. Esse é o caso do Pergamon SP Frei Caneca by Accor, Novotel São Paulo Jaraguá Convention, Mercure São Paulo Paulista e Mercure São Paulo Pinheiros, por exemplo. Por que você acha que esses hotéis se destacam?

Essa identificação é fruto de uma construção protagonizada pelos times desses hotéis. Afinal, são empreendimentos que não só se engajam nas iniciativas da Accor como muitas vezes participam de sua elaboração. Portanto, entregam o acolhimento necessário.

Entre as ações já feitas, o Novotel Jaraguá hasteou uma bandeira rainbow no meio de um bloco de Carnaval – e este item está presente no hotel até hoje, ao lado das bandeiras de caráter nacional e estadual. Isso não é meramente simbólico, mas sim um posicionamento claro. Enquanto isso, o Pergamon é parceiro do bloco Agrada Gregos e de teatros na região da Frei Caneca, cujas peças têm temática LGBTI+.

Por outro lado, os hotéis Pullman têm iniciativas que utilizamos de case para inspirar outras unidades. Isso porque o Pullman Ibirapuera decorou neste ano a escadaria do lobby com as cores do arco-íris, ao passo que o Pullman Vila Olímpia já fez um check-in personalizado para o Mês do Orgulho. Ao chegarem, os(as) hóspedes recebiam uma cartilha junto às chaves que abordava a importância da diversidade e da inclusão para a Accor.

Em outras palavras, nossas equipes entendem o que é, de fato, receber bem, refletindo isso no dia a dia para hóspedes e colaboradores(as).

3. Como a rede Accor capacita o seu quadro de colaboradores (as) para atender com excelência o público LGBTI+? 

Em primeiro lugar, nós temos uma plataforma on-line de treinamentos. Dois deles abordam diversidade e inclusão, e um deles é especificamente dedicado às diversidades sexual e de gênero. Todos esses são obrigatórios.

Fora esses conteúdos, de caráter mais introdutório, contamos com uma cartilha que chamamos de Guia de Acolhimento. Este documento reúne dicas valiosas de como receber hóspedes LGBTI+, incluindo a questão do nome social para pessoas trans e travestis e como lidar com situações de LGBTfobia dentro do hotel, seja ela sofrida por um(a) hóspede ou por um(a) colaborador(a).

9 dicas de como atender bem o público LGBT+

Outro destaque é o Manual de Recrutamento LGBTI+, que foca no trabalho dos(as) recrutadores(as) e visa tornar os nossos processos seletivos 100% inclusivos. E isso não vale só para a população LGBTI+, uma vez que pensa também nas diversidades étnica e racial e em pessoas com deficiência (PCDs).

Fora isso, todos os anos selecionamos algum tema relevante para a discussão e fazemos lives perto do Dia Mundial do Combate à LGBTfobia (17/05). Em 2022, contudo, ao invés do evento, optamos por lançar um treinamento para as gerências a fim de reciclar conceitos e oferecer um viés prático sobre como trazer diversidade para o nosso negócio.

4. O que a marca faz para promover uma experiência diferenciada aos(às) hóspedes LGBTI+? O que o(a) visitante pode esperar de uma estada em um dos hotéis da rede? 

casamento LGBT shutterstock 649137364

Acima de tudo, a rede Accor preza pelo bem-estar de todos(as) os(as) hóspedes. Por isso mesmo, se certifica de dar as boas-vindas ao público LGBTI+ | Crédito: Shutterstock

A palavra-chave aqui é acolhimento. Posso dizer com segurança que nossos times estão preparados para receber bem qualquer hóspede em todo tipo de questão durante a estada. E sempre estampando um sorriso no rosto! Em datas de celebrações, como as Paradas, é muito provável que o(a) viajante chegue em um hotel todo decorado, com alguma ação de esquenta, drag queen recepcionando e animando as pessoas no lobby ou até mesmo com um item temático no menu. São situações que eu mesmo já presenciei, mas gosto de reiterar que estamos em um processo de inovação constante.

Tá a fim de ler um e-book só sobre turismo LGBT+? Pois então clique aqui

Todos os nossos pacotes românticos e serviços para casamento são personalizados. Sendo assim, nos esforçamos para tornar esses momentos únicos. Fazemos desde Dia das Noivas ou dos Noivos a aniversário de namoro, miniwedding e despedida de solteiro(a), por exemplo. Neste sentido, parceiros como a CVC Corp são fundamentais para pensar nessa entrega de experiência.

Em 2020 e 2021 a rede Accor foi eleita uma das Melhores Empresas para Trabalhar no ranking Great Place to Work LGBTQI+. Além disso, por duas vezes consecutivas recebemos o Selo de Direitos Humanos e Diversidade de São Paulo da Prefeitura da capital.

5. Além do patrocínio à Parada do Orgulho LGBTI+, a rede reserva alguma “surpresa” para o mês de junho, um período tão icônico para o combate ao preconceito?

Sim, há varias ações especiais para o Mês do Orgulho como parte do nosso calendário anual de iniciativas em prol da causa. Desta vez, porém, chamo a atenção para o Drink Rainbow, criado por Roberto Rosa, chefe de Bares do Sofitel Guarujá Jequitimar (SP).

A bebida pode ser encontrada em hotéis de categorias luxo, premium, midscale e econômica. Parte da renda obtida com as vendas do drink em hotéis durante o final de semana da Parada de São Paulo, em 18 e 19/06/2022, vai para a Instituição Casarão Brasil. Em linhas gerais, o local ajuda pessoas LGBTI+ em situação de vulnerabilidade, mas principalmente mulheres trans e travestis, visto que são grupos mais marginalizados dentro da “sigla”.

12 destinos nacionais mais buscados pelo público LGBT+

O Pullman São Paulo Ibirapuera, conforme já citei, montou a Rainbow Stair. Trata-se de uma escada personalizada com as cores da bandeira LGBTI+ e com algumas frases para celebrar o Mês do Orgulho. Ela vai ficar na entrada do hotel até 30/06/2022 e é aberta a hóspedes e não hóspedes. Ademais, o hotel sediou em 19/06/2022 o Esquenta da Parada, uma experiência que pôde ser resgatada pelos(as) associados(as) do programa de fidelidade ALL – Accor Live Limitless. Das 11h às 15h o evento teve DJ, brunch, estação de maquiagem, brindes e van para levar os(as) participantes até a Avenida Paulista.

E tem mais! Aderimos ainda à campanha Rio de Cores, promovida pela Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil em conjunto com o Rio CVB. A meta é bem bacana: promover o Rio de Janeiro como destino LGBTI+ devido à diversidade de atrativos da cidade.

6. De forma geral, quais você diria que são os diferenciais da rede Accor?  

A região da Frei Caneca, em São Paulo (SP), é um ponto de encontro popular para o público LGBT+ - e a rede Accor tem hotéis por ali | Crédito: Shutterstock

A região da Frei Caneca, em São Paulo (SP), é um ponto de encontro popular para o público LGBTI+ – e a rede Accor tem hotéis por ali | Crédito: Shutterstock

Antes de qualquer coisa, um dos principais pontos é a constante inovação. A pandemia nos motivou a acelerar um processo que já vinha acontecendo, que é a mudança de mentalidade voltada também para o lazer. Sempre fomos reconhecidos pelo atendimento ao(à) viajante de negócios, mas hoje temos hotéis propriamente de lazer, bem como toda uma adaptação para atender diferentes públicos em qualquer destino.

Fora isso, da mesma forma que boa parte dos(as) nossos(as) clientes, somos pet lovers. Isso significa que a maioria dos nossos hotéis aceita cães e gatos de até 15 kg. No entanto, estes são apenas alguns exemplos. Temos hotéis ampliando e reformando áreas de lazer, incrementando Alimentos & Bebidas e estamos mais próximos dos(as) agentes de viagens, especialmente por meio de parceiros como a CVC Corp.

11 destinos no exterior para o público LGBT+

A Accor tem marcas muito fortes e reconhecidas pelas pessoas. Ibis é top of mind e passou por uma modernização recente. Em paralelo, Mercure e Novotel são marcas consolidadas nos segmentos midscale e premium, ao passo que Grand Mercure, Pullman e MGallery estão crescendo e trazendo experiências únicas para dentro de cada unidade. No luxo temos Sofitel, que é a mais conhecida da categoria pelos(as) brasileiros(as). Inclusive, abrimos há pouco tempo o Sofitel Baru, em Cartagena, na Colômbia.

Ah, e detalhe: não faz muito tempo o Fairmont Copacabana tornou-se um ícone da cidade do Rio de Janeiro.

Parceirx de viagem: 5 destinos para conhecer com sua cara-metade

E aí, você gostou de saber das iniciativas da rede Accor para o público LGBTI+? Já chegou a se hospedar em um dos hotéis da rede alguma vez? Então conta pra gente como foi a sua experiência, pois dessa forma você acaba tirando as dúvidas de outras pessoas!

Por outro lado, caso esteja a fim de passar uma estada diferenciada em uma das unidades em breve, consulte um(a) agente de viagens. Assim você tem apoio a qualquer momento e deixa todo o planejamento nas mãos de um(a) profissional 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0