Como será o turismo do brasileiro após a COVID-19?

Descubra como será o retorno das atividades do turismo após a COVID-19 | Crédito: Shutterstock

Descubra como será o retorno das atividades do turismo após a COVID-19 | Crédito: Shutterstock

Uma coisa é fato: a pandemia causada pelo novo coronavírus mudou a relação das pessoas com tudo que as cerca, da sociedade como a conhecemos aos desejos de consumo. E você, agente de viagens, que vive de vender experiências únicas e incentivar sonhos, sabe bem disso. A boa notícia é que já começamos a ter perspectivas positivas com o avanço em vacinas e maior difusão de medidas de segurança sanitária. Mas como será o retorno do turismo após a COVID-19?

Diversas pesquisas surgiram nos últimos meses, mas uma delas abordou um ponto interessante: o desejo por viagens segue forte dentro dos brasileiros. O estudo indica que 70% dos turistas canarinhos valorizam mais o hábito de viajar após a fase aguda da quarentena. Além disso, 50% deles afirmam terem vontade de viajar com mais frequência a partir do afrouxamento das restrições.

Quer saber mais informações? Então continue lendo este post!

Praias lideram intenções após COVID-19

Uma constante nas várias pesquisas realizadas é que o retorno do turismo será com viagens domésticas. Isso porque, segundo levantamento feito pela plataforma Hoteis.com, efetuado entre 15 e 24/06/2020, viagens pelo Brasil são a primeira escolha de 47% dos brasileiros. Outros 19% escolheriam roteiros internacionais.

Entre os destinos em solo verde-amarelo, as regiões mais citadas eram todas litorâneas. Ou seja: as praias devem ajudar a alavancar o turismo após a COVID-19. Florianópolis (32%), Fortaleza (29%), Recife (23%), Rio de Janeiro (22%) e Salvador (20%) ocupam o topo da lista. Lá fora, por outro lado, lugares como Estados Unidos (39%), Portugal (36%), Itália (24%) e França (19%) despontam como os países mais desejados. As cidades do exterior mais lembradas foram Nova York (31%), Lisboa (30%), Paris (28%) e Roma (23%).

Viajar na quarentena: saiba quais destinos nacionais já reabriram
Pós-pandemia: 12 destinos na Europa que todo mundo precisa visitar

Ar livre e muito álcool gel

A vontade de viajar para praias evidencia outra tendência: ambientes abertos. A pesquisa apontou que 46% dos viajantes preferem programas ao ar livre, enquanto 40% evitarão locais com aglomerações, o que inclui pontos turísticos famosos.

Ecoturismo no Brasil: confira lista com 10 destinos

Estar com a família nestes programas também está no horizonte: 53% pretendem cair na estrada com familiares. Ah, e aqui vai um ponto interessante: a composição da mala também mudará. Produtos de higiene pessoal aparecem no topo da lista de itens essenciais, com o álcool gel (81%) à frente da documentação de seguro-viagem (66%) e de acessórios como óculos de sol e chapéus (63%), por exemplo. Máscaras cirúrgicas (60%), sabonetes (56%) e toalhas com desinfetantes (50%) foram outros produtos de higiene citados pela maioria dos entrevistados.

E você, agente? Qual é a sua opinião sobre como será o turismo após a COVID-19? Conta pra gente nos comentários! E não se esqueça de dar uma olhadinha no nosso post com os países para onde brasileiros podem viajar, pois assim você fica com todas essas informações na ponta da língua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0