Praias do Rio de Janeiro: um giro pelas estrelas da zona sul

Copacabana e Leme Rio de Janeiro shutterstock 1504221245

Vista das praias de Copacabana e Leme - Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Copacabana e Leme Rio de Janeiro shutterstock 1504221245

Vista das praias de Copacabana e Leme – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Além de estarem em uma cidade grande e com lindos contornos, a grande maioria das praias do Rio de Janeiro é própria para banho. E vamos falar a verdade: não tem como dispensar uma prainha em plena Cidade Maravilhosa, né? Isso vale especialmente se você estiver pela zona sul, região onde podem ser encontradas algumas estrelas da cidade.

O que fazer no Rio de Janeiro: principais pontos turísticos

Se animou? Então separe a roupa de banho e o protetor solar, porque nós vamos te apresentar agora mesmo cinco queridinhas cariocas.

Praias de Copacabana e Leme

Copacabana, uma das praias do Rio de Janeiro mais famosas

Praia de Copacabana – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Se o Brasil tem uma praia mundialmente famosa, definitivamente ela é Copacabana. Palco para a tradicional celebração de Réveillon e apelidada de Princesinha do Mar, ela é um dos grandes símbolos do Rio de Janeiro. Como costuma ficar cheia aos finais de semana, a dica é visitá-la de segunda a sexta-feira.

Copacabana tem ótima infraestrutura, banheiros públicos e vários quiosques, exibindo ainda o célebre calçadão em pedras portuguesas brancas e pretas com mosaico de ondas. Em linhas gerais, aproveite o local com uma bike, já que o point conta com ciclovia, ou fazendo uma corridinha. Talvez algum ator global passe do seu lado se exercitando – o Rio tem dessas coisas.

Além de a praia ser completa, o bairro também não deixa a desejar, visto que Copacabana é o endereço de hotéis de diversas categorias. Se puder se hospedar em um na orla e pedir um quarto em um andar alto com vista para o mar, sorte sua! Afinal, você irá se deparar com uma verdadeira pintura sempre que olhar pela janela. Restaurante? Tem vários, de fast-food aos mais requintados, então com certeza um deles vai te agradar.

De um lado, a praia termina no Forte de Copacabana, complexo que abriga o Museu Histórico do Exército, um dos principais museus militares do país. Inclusive, o museu está aberto para visitas de terça a domingo – os ingressos custam R$ 6. O forte em si foi construído entre 1908 e 1914 e seu pátio com canhões também pode ser acessado.

Seguindo pela Praia de Copacabana sentido Pão de Açúcar, a próxima praia é o Leme. Só dá para perceber a diferença porque vai ficando mais vazia. Portanto, essa pode ser uma opção melhor aos sábados e domingos. Juntas, ambas têm 4,15 km de extensão.

Arpoador

Praias do Rio de Janeiro: Arpoador

Arpoador – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Com 800 metros de extensão, o Arpoador fica entre o Forte de Copacabana e a Rua São Francisco Otaviano com a Avenida Vieira Souto. Você já deve ter visto as belas pedras do Arpoador em alguma novela ou filme e desejou estar lá. Então se livre deste anseio e vá curtir um dia por ali, uma vez que ela se enquadra entre as melhores praias do Rio de Janeiro. Veja os surfistas nas águas ou, se preferir, vá surfar também. E aproveite para ver o sol se pondo sentado em uma de suas pedras. Ou seja: garanta um celular ou uma câmera em mãos, pois o lugar todo é bem instagramável.

Ipanema

Praias do Rio de Janeiro: Praia de Ipanema

Praia de Ipanema – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

As praias do Rio de Janeiro com maior concentração de gente bonita por metro quadrado são Ipanema e Leblon. Se estiver solteiro, aproveite para paquerar nas areias do Leblon e Ipanema em uma tarde de sábado.

Ipanema tem 2,6 km de extensão e é seguida pela Praia do Leblon, com 1,3 km e larga faixa de areia. Ipanema ganha olhares do mundo todo não só por sua beleza, mas por ter sido imortalizada nos versos de Vinícius de Moraes e na melodia de Tom Jobim, na música “Garota de Ipanema“. A praia de hoje pode ser bem mais agitada que aquela da canção da década de 1960; contudo, o charme continua o mesmo. Inclusive, Tom ainda está por ali: se quiser vê-lo, vá até sua estátua no calçadão de Ipanema, pertinho do Arpoador.

Um dos locais mais agitados é o Posto 9. Nas praias de Ipanema e Leblon, há vários postos de Salvamento, cada um deles denominado por um número. Eles acabaram se tornando conhecidos como pontos de encontro. O Posto 9, por exemplo, reúne várias tribos, sendo a mais numerosa a do público LGBTQ+, seguida pelo grupo dos mais jovens. Entre as ruas Vinícius de Moraes e Maria Quitéria, no entanto, ficam os modernos. Por ali também tem ciclovia, o que significa que vale a pena fazer um bom passeio de bike no fim da tarde, quando o sol está mais baixo. Não tem uma bike? Não encana, visto que dá para alugar uma por ali.

Leblon

Pôr do sol visto das praias do Leblon e Ipanema – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Já no Leblon, o Posto 10 reúne uma galerinha bem jovem mesmo – é o quiosque Baixo Bebê, com crianças em seus primeiros anos passeando com mães, pais e babás em seus carrinhos. Para atender a esse público, a praia compreende parquinho, brinquedos e até fraldário. Se você não está nessa vibe, pode ir para os postos seguintes.

Pela praia do Leblon os cariocas se reúnem para jogar vôlei e praticar outros esportes. Você pode alugar uma cadeira e um guarda-sol e aproveitar para tomar um mate geladinho. Olhando o mar, vire para o lado direito e aprecie o Morro Dois Irmãos. Após boas horas de frente para o mar, siga pelas ruas tranquilas do bairro, cheias de barzinhos, restaurantes e até shoppings. Em outras palavras, dá para passar um dia inteiro por lá.

12 cartões-postais mais famosos do Brasil: quantos você conhece?

E você, conhece essas praias do Rio de Janeiro? Compartilhe as experiências que você já teve por lá com a gente! Dessa forma você ajuda a esclarecer as dúvidas de outras pessoas 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0