Ilha da Madeira: 10 motivos para visitar a região portuguesa

Foto para introdução Madeira Lifestyle003©Andre Carvalho

Exemplo das belas regiões encontradas na Ilha da Madeira | Crédito: Divulgação

Foto para introdução Madeira Lifestyle003©Andre Carvalho

Tá a fim de viajar? Aqui vai um exemplo das belas regiões encontradas na Ilha da Madeira | Crédito: Divulgação

Com certeza você já ouviu a expressão “de tirar o fôlego”. Inclusive, ela aparece em muitos posts publicados aqui no Segue Viagem. Mas nem mesmo ela é capaz de definir o que é a Ilha da Madeira, paraíso de origem vulcânica pertencente a Portugal. Opa, então isso significa que a região fica perto de Lisboa? Não exatamente. Para falar a verdade, fica mais perto do Marrocos (cerca de 700 km), na costa africana, do que da capital lusitana (1.000 km).

Brasileiros já podem entrar em Portugal; veja exigências
O que fazer em Lisboa: roteiro pela capital de Portugal

Situada em meio ao gigantesco Oceano Atlântico, a Ilha da Madeira é o nome mais conhecido do Arquipélago da Madeira. Vales, montanhas, penhascos, piscinas naturais e um charme tipicamente português ajudam a descrever o destino. E não é só por conta de sua beleza que o lugar tem fama internacional: foi em Funchal, capital e principal cidade do arquipélago, que o craque do futebol Cristiano Ronaldo nasceu.

Se você está sentindo aquela vontade de começar a planejar a próxima viagem, só que ainda não sabe muito bem para onde ir, este post pode ser bem útil! Confira agora mesmo uma coleção de vantagens que a Madeira tem a oferecer para você.

Por que visitar a Ilha da Madeira

1. Destino pioneiro no combate à COVID-19

Foto para post de blog Viajante usando máscara shutterstock 1739402366

Crédito: Shutterstock

A Ilha da Madeira tem uma vocação tão grande para o turismo que se destacou como destino-modelo no combate à pandemia. Afinal, foi a primeira região de Portugal a contar com um Plano de Contingência para Infecções Emergentes, um documento de boas práticas e a criar uma plataforma on-line para o devido registro dos viajantes. Em linhas gerais, é, atualmente, um dos destinos mais seguros da Europa. Agora que brasileiros já podem viajar para Portugal, nada impede de consultar um agente de viagens e programar uma trip para um futuro próximo, certo?

Afinal, em quais países brasileiros podem entrar?

2. Não exige Permissão Internacional para Dirigir

Foto 2 Porto Santo 011©Andre Carvalho

Ilha de Porto Santo, a cerca de 80 km da Ilha da Madeira – Portugal | Crédito: Divulgação

Entrecortada por estradas e com atrações distribuídas ao longo de toda a ilha, a Madeira pode ser mais facilmente explorada de carro. E a melhor parte é que, assim como acontece em Portugal, para dirigir ali é necessário apresentar somente a Carteira Nacional de Habilitação – isso, claro, além do passaporte válido e de um cartão de crédito/débito internacional.

Como é a locação de carros no exterior

3. Tire fotos escandalosamente bonitas

Foto 3 Natureza 050©Andre Carvalho

Se amarra em fotos? Pois se liga só na vista aérea de Fajã dos Padres, na Ilha da Madeira, Portugal | Crédito: Divulgação

Há quem diga que a Ilha da Madeira chega a ser dramática de tão bonita. E é a mais pura verdade. Por isso, aproveite a viagem para bombar as redes sociais e deixar todo mundo com inveja nos dias de TBT. Sabe aquele momento em que os usuários publicam fotos de acontecimentos e experiências que deixaram saudade? Então, o próximo destaque pode ser o seu!

Frases de viagem: opções de legenda para os dias de #TBT

Alguns dos cenários mais deslumbrantes podem ser registrados do Pico do Areeiro e do Pico Ruivo, cujas trilhas conduzem a mirantes de cair o queixo. Aliás, anote aí uma dica: uma das melhores trilhas parte do Areeiro e desemboca no Pico Ruivo. São 14 km de extensão (ida e volta) e, como brinde, os viajantes têm a chance de ver o Pico das Torres, o segundo mais alto da ilha. Porém, atenção: apesar de ser possível fazer por conta própria, o trajeto exige condicionamento físico, visto que inclui trechos íngremes. Sendo assim, quem preferir sempre pode contratar os serviços de uma agência de viagens.

Ah, lembre-se também de ficar atento à previsão do tempo, pois o clima pode mudar bastante de uma hora pra outra. Em outras palavras, priorize sempre os passeios que exijam dias de céu aberto, OK?

4. Conheça praias diferentonas

Foto 4 Madeira Mar 035©Andre Carvalho

Ponta Delgada, freguesia portuguesa do concelho de São Vicente, na Região Autónoma da Madeira, Portugal | Crédito: Divulgação

A singularidade da Ilha da Madeira se faz presente até mesmo nas praias. Esqueça, por um momento, da faixa de areia branquinha, tão comum no Brasil e em destinos caribenhos, por exemplo. A Praia Formosa, em Funchal, tem areia preta vulcânica, assim como a Prainha, perto da Ponta de São Lourenço. Por outro lado, a Praia dos Anjos e Fajã dos Padres têm areia de pedra (detalhe: esta última é acessível somente por teleférico ou barco), ao passo que a Praia da Calheta e a Praia do Machico apresentam areia artificial em tons de amarelo.

De uma forma ou de outra, prepare-se para uma experiência diferenciada. A maioria das praias é emoldurada por falésias e reflete a formação vulcânica que “talhou” a Ilha da Madeira da forma como é conhecida hoje.

5. Encare levadas e veredas, marcas registradas da Ilha da Madeira

Foto 5 Levadas Natureza 015©Andre Carvalho

Levadas, uma das marcas registradas da Ilha da Madeira, Portugal | Crédito: Divulgação

Já deu pra perceber que a natureza é protagonista na Ilha da Madeira, né? Pois o destino concentra mais de 2 mil km de trilhas, que guardam lugares de beleza inacreditável. Para você não se confundir: levadas são as trilhas que acompanham os canais de água espalhados pela ilha; veredas correspondem às trilhas comuns, que seguem os caminhos rurais.

As opções são bem diversificadas – os níveis de dificuldade também. Se interessou? Então anote aí algumas das mais famosas: Levada dos Balcões (3 km, nível fácil), Levada das 25 Fontes (9 km, nível médio) e Levada do Caldeirão Verde (13 km, nível médio). O tempo de duração, claro, varia de acordo com a extensão da trilha: 1h30, 3h e 5h30, respectivamente.

6. Apaixone-se pelas piscinas naturais (e artificiais)

Foto 6 Madeira Mar 011©Andre Carvalho

Dica: Porto Moniz tem algumas das melhores piscinas naturais da Ilha da Madeira | Crédito: Divulgação

Por ter água em abundância, a Ilha da Madeira concentra uma infinidade de piscinas naturais. Destaque para as de Porto Moniz, cujo visual arrebatador compete com o fato de serem praticamente integradas ao mar e contarem com ótima infraestrutura turística. Outros bons exemplos são as piscinas naturais de Seixal e do Cachalote, ambas de origem vulcânica.

12 destinos na Europa que todo mundo precisa visitar

Bônus: a região ainda coloca à disposição dos viajantes os chamados balneários, que nada mais são do que complexos de lazer. Nos balneários podem ser usufruídas piscinas de água salgada mediante o pagamento de uma pequena taxa.

7. Dê uma chance aos esportes de aventura

Foto 7 Esportes de aventura Porto Santo 037©Andre Carvalho

A prática de esportes é propícia na ilha de Porto Santo, na Região Autónoma da Madeira, Portugal | Crédito: Divulgação

Na Ilha da Madeira há opções de atividades pra todo mundo, mas quem se amarra em esportes de aventura tem tudo para curtir muito. Isso porque dá para aproveitar a grande quantidade de água para praticar surfe, kitesurfe, mergulho, windsurfe e stand up paddle. Além disso, as cachoeiras são bem propícias ao canionismo.

Fora da água a diversão também é garantida: conforme mencionado anteriormente, o destino esbanja levadas e veredas, assim como voos de asa-delta e saltos de parapente. Quer mais? Aproveite a oportunidade para fazer passeios e se deliciar observando golfinhos e baleias. Prepare a câmera, hein!

8. Explore Funchal e pequenos vilarejos

Foto 8 Jardim Botânico Funchal Natureza 035©Andre Carvalho

Jardim Botânico – Funchal – Ilha da Madeira – Portugal | Crédito: Divulgação

Por ser a principal cidade da Madeira, é em Funchal onde está estabelecida a maior infraestrutura turística. Sendo assim, explorar a região acaba sendo inevitável e igualmente imperdível. A melhor parte é que dá pra fazer muita coisa a pé, usar e abusar dos ônibus turísticos ou embarcar em um gostoso passeio de teleférico.

Vale a pena incluir no roteiro uma passada pela Fortaleza de São Tiago, a Sé Catedral do Funchal e o Jardim Municipal do Funchal. Outras dicas envolvem visitar o Museu CR7 e andar de teleférico até a freguesia do Monte, onde é possível contemplar o Monte Palace Tropical Garden. O jardim é fabuloso e ocupa uma área de 70 mil m², preenchida por uma coleção impressionante de plantas e flores exóticas. Uma opção similar – e muito tradicional – é o Jardim Botânico, também acessível por teleférico.

Se o tempo permitir, o ideal é aproveitar a viagem para visitar pequenos vilarejos nos arredores de Funchal. Esse é o caso, por exemplo, de Vila do Porto Moniz (famoso pelas piscinas naturais), São Vicente (onde fica uma importante coleção de grutas e cavernas, criadas a partir de lava), Curral das Freiras (vale cinematográfico que acredita-se ter sido utilizado pelas freiras do Convento Santa Clara para fugir dos ataques de piratas) e Santana (reconhecido pela Unesco como Reserva da Biosfera e sede de casinhas típicas, com telhados cobertos por colmo, um tipo de caule).

9. Divirta-se em um carro de cesto

Foto 9 Madeira Lifestyle007©Andre Carvalho

Quer fazer um passeio diferente enquanto está na Ilha da Madeira? Então divirta-se nos carros de cesto | Crédito: Divulgação

Sim, é isso mesmo! Uma das grandes diversões dos turistas em visita à Ilha da Madeira é usar grandes cestos de vime, apoiados em uma espécie de patins, como meio de locomoção. Eles são bem tradicionais na freguesia do Monte, já que ali existe uma ladeira de 2 km. Quando não tem trânsito, os cestos podem chegar a quase 40 km/h. Eles são puxados por dois carreiros, nome dado aos homens, posicionados à frente e de cada lado dos cestos, que podem ser considerados os “motoristas”. Ah, e não encana: se precisar frear, é só utilizar os pés, viu?

10. Acabe-se de comer na Ilha da Madeira

Foto 10 Madeira Lifestyle029©Andre Carvalho

A gastronomia é um dos muitos pontos fortes de uma viagem à Ilha da Madeira, Portugal | Crédito: Divulgação

Embora a Ilha da Madeira seja território português, não espere encontrar bacalhau e pasteizinhos de Belém por ali. Mas não se preocupe, porque a região tem diversas iguarias deliciosas. Afinal de contas, não tem como a gastronomia portuguesa decepcionar alguém, né?

O bolo de mel está entre as sobremesas mais populares, enquanto o bolo de caco (pão com alho servido de entrada) disputa a atenção com carne de vinho e alhos e filetes de peixe espada com banana, para citar alguns exemplos. Para coroar, peça o tradicional vinho Madeira para acompanhar as refeições. Tenha em mente de que há desde restaurantes com comida caseira e culinária essencialmente regional a estabelecimentos estrelados e comandados por chefs renomados. Portanto, sempre haverá algo que atenda às suas expectativas.

Quais países exigem seguro-viagem? Portugal é um deles

E aí, agora que você já sabe o que fazer na Ilha da Madeira, por que não fazer da região o seu próximo destino? Então consulte um(a) agente de viagens e comece a planejar sua aventura. Por outro lado, caso já tenha tido a oportunidade de visitar a região, conta pra gente nos comentários como foi! Dessa forma você ajuda a esclarecer as dúvidas de outras pessoas 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0