Dica de viagem: quatro desertos que vale a pena conhecer

Com paisagens mais do que deslumbrantes, os desertos são destinos certeiros para os aventureiros de plantão e, claro, para aqueles que amam natureza e fotografias. Pensando nisso, o Segue Viagem resolveu selecionar quatro dessas maravilhas naturais para te incentivar ainda mais a arrumar as malas e embarcar sem medo de ser feliz. Então, vem com a gente conferir quatro desertos que vale a pena conhecer!

Destinos que cabem no bolso: 5 países para viajar sem gastar muito
7 destinos ideais para curtir o céu estrelado; vem ver

4 desertos que vale a pena conhecer: confira agora

1. O indomável Deserto do Saara

desertos

Saara – África | Crédito: Shutterstock

Primeiramente, que tal conhecer o inesquecível Saara? Dono de uma variação de temperatura que pode chegar a 50°C durante o dia e ficar abaixo de zero à noite, esse deserto tem mais de 9,4 milhões de km² de areia; não à toa, é o mais famoso e misterioso do mundo. Tão extenso que percorre 13 países, conta com passeios que atendem a todos os gostos e estilos.

19 ilhas paradisíacas para conhecer ao redor do mundo

Vale fazer um safári pelo Marrocos, conhecer alguns dos vários oásis pelo Egito e aproveitar as expedições pela Tunísia, que incluem cânions, a bela região de Douz e algumas vilas. Imprescindível também é conferir o Vale M’zab, na Argélia, tombado como Patrimônio Mundial pela Unesco.

Ah, sim, e tudo isso sem levar em conta o céu sempre extraordinário, salpicado de estrelas e constelações. Simplesmente imperdível!

2. O esplendoroso Atacama

desertos

Atacama – Chile | Crédito: Shutterstock

Epicentro do astroturismo, o Atacama é uma das regiões mais áridas do planeta. Localizado no Chile e lotado de atrações que formam a sintonia perfeita entre gelo, sal e areia, o lugar é uma aposta sob medida para roteiros em família. Sabe por quê? Ele é perfeito para quem quer visitar lagunas, vales, gêiseres, tanto quanto, somente admirar a vegetação e os animais típicos, como flamingos cor-de-rosa e lhamas.

Acessível pelas cidades de Arica, Alto El Loa, Iquique, San Pedro de Atacama, Antofagasta, Vale de Copiapó, Limarí, La Serena, Valle del Huasco e Valle del Elqui, o deserto tem points únicos como, por exemplo, a Laguna Miscanti, o Vale da Lua, o Geysers del Tatio (campo geotérmico de o

Santiago e Atacama: por que visitar os dois destinos chilenos

Admire as estrelas do cânion Guatin ou então de alguns dos vários observatórios, como, por exemplo, o Alma, aberto ao público nos finais de semana e endereço do maior radiotelescópio do mundo.

3. A imensidão do deserto da Namíbia

Deserto Namíbia | Crédito: Shutterstock

Deserto Namíbia – África | Crédito: Shutterstock

De dimensões incríveis, com areias fofas e banhado pelo Oceano Atlântico, o deserto da Namíbia tem o poder de fazer com que seus visitantes se sintam em um filme. Desbravado em carros 4×4 ou sobrevoando a região, ocupa parte da Angola, da Namíbia e da África do Sul.

Fotografe as icônicas dunas vermelhas gigantes (de quase 400 metros) do Parque Nacional Namib-Naukluft, em Sossusvlei, e aproveite também para subir até o topo da estonteante duna Big Daddy. Encare a temida região da Costa do Esqueleto e conte quantos navios naufragados você encontrará ao longo do percurso – a estimativa é de que mais de mil embarcações tenham sido abandonadas durante o período de exploração de diamantes, transformando-se, então, em construções “fantasmas”, hoje já bem afastadas do mar e “perdidas” no meio do deserto.

Viagem para Israel: por que visitar o país do Oriente Médio

Por fim, não deixe de conhecer Deadvlei, área repleta de árvores mortas com mais de 900 anos de idade. Seu esqueleto, intacto, se deve à intensa seca que toma conta da região e que dificulta a decomposição. Na tradução para o português, Deadvlei significa “pântano morto”. Extraordinário, não? Além disso, a reserva natural de NamibRand é o endereço certo para contemplar o belíssimo céu noturno.

4. O celestial Salar de Uyuni

Desertos Salar de Uyuni | Crédito: Shutterstock

Salar de Uyuni – Bolívia | Crédito: Shutterstock

Planície feita de sal, este deserto na Bolívia proporciona uma experiência que beira o surreal. Uma maravilha e tanto da natureza, este autêntico mar de sal tem 12 mil km² e fica a 3,6 mil metros de altitude. Por lá, também estão as lagoas Verde e Colorada, bem como o vulcão Licanbur e a ilha Incahuasi, onde repousam cactos seculares e gigantescos.

Durante a estada, aproveite os dias chuvosos para admirar a paisagem criada por meio de uma ilusão de ótica, já que nesses dias o céu é refletido no chão, fator que faz com que o visitante pareça estar andando nas alturas. Afinal, um espelho d’água na maior planície de sal do mundo: definitivamente vale a pena!

Afinal, para quais países brasileiros já podem ir?
10 destinos pelo mundo de tirar o fôlego

Qual destes desertos que vale a pena conhecer você mais gostou? E agora, quer conhecer algum deles? Então, faça as malas, converse com o seu agente de viagens, visite um por um e envie as fotos pra gente! 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0