Ecoturismo: uma nova forma de viajar

Blog Segue Viagem
|
Jalapão – Tocantins | Crédito: Julius Dadalti

Ah, a natureza… Seja no alto de uma montanha, em uma floresta tropical, na tranquilidade de uma fazenda, nas profundezas do oceano ou sob o silêncio reconfortante do céu estrelado, o ecoturismo veio para comprovar que é possível ser feliz – e como! – longe dos grandes centros urbanos, abrindo um leque de possibilidades quase infinitas ao viajante.

O desejo de se desligar da agitação do cotidiano e renovar as energias junto ao meio ambiente tem conquistado mais e mais adeptos, de acordo com a Organização Mundial do Turismo, este segmento cresce entre 15 e 25% todos os anos e já pode ser classificado como tendência. Além de refletir a mudança no comportamento do turista contemporâneo, ávido por experiências diferenciadas, a evolução do setor como um todo muito contribuiu para este cenário: aspectos como investimentos em infraestrutura, ampliação da oferta de voos e aprimoramento das estradas acenderam os holofotes e tornaram possível a visitação a destinos que até então eram considerados inacessíveis.

“O brasileiro começou a trilhar um caminho inverso, deixando a correria das cidades para trás e indo para o mato no seu tempo livre. Trata-se do encontro de você com você mesmo, uma chance de avaliarmos nossa própria vida. Viajar para lugares que nos tiram do lugar-comum é uma vivência absolutamente espetacular”, afirma Ruy Façanario, apresentador do Planeta Turismo e diretor do Travel Box Brazil, canal a cabo cuja programação é totalmente voltada a viagens.

Afinal, o que é isso?

Mas o que o ecoturismo inclui? São muitas as atividades vinculadas a este tipo de viagem: mergulhar, caminhar pelas praias, fazer trilhas, remar um caiaque em um rio, visitar uma cachoeira, explorar cavernas. Nas palavras do apresentador, que há 23 anos percorre o Brasil e o mundo, a pesca esportiva é outra que se enquadra nesta definição, compreendendo também “o ato de prestar atenção em tudo o que se pode ver, ouvir e sentir de dentro do rio”.

Para este viajante profissional, as pessoas tendem a associar o ecoturismo a atividades difíceis, envolvendo escaladas e aventuras à base de adrenalina, mas este conceito tem mudado consideravelmente. “Exemplo disso é o turismo rural, vertente que abrange visitas a fazendas e promove um mergulho na cultura e nos hábitos dos moradores, o que não deixa de ser uma prática ligada à natureza”, explica.

Grupos de cavalgadas, embora mais inusitados, também têm se tornado frequentes, levando os participantes a encarar viagens de 10 a 20 dias a cavalo, em uma tentativa de resgatar as origens e apresentar na prática as vantagens da vida simples no campo.

Verde é a cor do Brasil

Tendo a natureza incomparável como pano de fundo da maioria dos destinos, o Brasil tem tudo para ser um líder de destaque no segmento. Bonito (MS), Chapada Diamantina (BA), Chapada dos Guimarães (MT), Domingos Martins (ES), Fernando de Noronha (PE), Foz do Iguaçu (PR), Itacaré (BA), Jericoacoara (CE), Lençóis Maranhenses (MA) e a Floresta Amazônica (AM) são nomes que ganharam notoriedade pela preservação e riqueza do ecossistema e que veem o número de visitantes aumentar ano a ano.

Mas os 26 estados do país, além do Distrito Federal, guardam ainda muitas surpresas. Quer algumas dicas infalíveis? Recomende o Parque Nacional de Aparados da Serra, no município gaúcho de Cambará do Sul, região onde estão localizados os belíssimos cânions Itaimbezinho e Fortaleza; a Ilha do Caju, dona de beleza excepcional e parte do Delta do Parnaíba, somando mais de 25 km de praias desertas, dunas, lagoas e mangues; Tonantins, no Amazonas, estado referência em atividades que incluem contato com o meio ambiente; a Chapada das Mesas, na cidade maranhense de Carolina, com trilhas, formações rochosas e cachoeiras; Jalapão, no Tocantins, um apanhado de corredeiras, veredas, cachoeiras e paisagens cinematográficas… a lista praticamente não tem fim.

“O Brasil é, naturalmente, o país do turismo e do ecoturismo, mas caso o passageiro queira curtir essa vibe ambiental no exterior, os Andes e o México são boas apostas”, indica Façanario.


Escrever Comentário

Com um agente de viagens, faça chuva ou faça sol, a sua tranquilidade é garantida.

Véspera de férias? Então bora dormir tranquilo, com a certeza de que o seu aéreo, reservas em hotéis e serviços estão confirmados.

Veja Mais

Os agentes de viagens estão aqui pra te ajudar a ter a viagem dos sonhos com a tranquilidade que você merece ;)

Veja Mais