6 competências de um bom agente de viagens

Crédito: Shutterstock

Crédito: Shutterstock

6 competências de um bom agente de viagens

Descubra as 6 competências imprescindíveis a um bom agente de viagens | Crédito: Shutterstock

O Turismo tem tudo para crescer mais e mais no Brasil. Afinal, justamente por ser subdividido em vários segmentos e áreas de atuação, oferece de viagens de luxo a aventuras para quem procura por ecoturismo, casamentos em destinos paradisíacos, roteiros para famílias, opções de lua de mel e por aí afora.

Em meio a tantas possibilidades, o que não falta são agências de viagens. Mas você sabe quais são as características e as competências que fazem com que um agente de viagens seja bem-sucedido e, de quebra, conquiste de vez a fidelidade de um cliente?

Pois a gente sabe! A fim de te dar uma mãozinha, nós reunimos aqui algumas competências que elevam a qualidade do serviço e são vistas com bons olhos pelos passageiros. Se liga só!

1. Organização é a regra número 1

Organização é uma palavra de ordem para qualquer profissão e, na área do Turismo, isso não é diferente. Por lidar com demandas e clientes diversificados, ter todos os processos bem alinhados é primordial para não deixar passar nenhuma etapa importante, como data de reserva, emissão de passagens aéreas e passeios.

2. Comunicação de qualidade

Clareza, precisão, objetividade, competência técnica e conhecimento sobre os produtos são algumas das características necessárias para uma comunicação eficaz. Além disso, durante uma conversa, procure ouvir mais do que falar, pois assim você descobrirá o que o cliente busca e quais são suas necessidades.

Caso o contato seja por e-mail, fique atento para não cometer erros gramaticais e de ortografia. Lembre-se sempre de que o tempo do cliente é tão precioso quanto o seu, então seja direto e gentil e revise o conteúdo antes de enviar para ter certeza de que nada ali poderá ser interpretado de maneira errada.

3. O poder da flexibilidade

Ser flexível é crucial para todo negociador. Isso porque um bom vendedor precisa ter habilidade para mudar de tática sempre que necessário se isso significar mais chances de fechar negócio.

Isso implica também em saber conduzir o diálogo de acordo com as emoções demonstradas pela pessoa do outro lado da mesa. Preste atenção às reações do passageiro e certifique-se de que o que você está oferecendo está em consonância com aquilo que ele está procurando. Não tenha medo de mudar o discurso se perceber que as opções apresentadas não estão agradando.

4. O cliente em primeiro lugar

Acima de qualquer meta, um bom agente de viagens se preocupa com o bem-estar e com a alegria de seu passageiro. Seu trabalho inclui auxiliá-lo em momentos de indecisão, esclarecer eventuais dúvidas ou formatar um pacote que tenha tudo a ver com o seu perfil.

Tenha em mente que muitas vezes uma viagem pode significar a realização de um sonho, então parte do seu papel como agente é oferecer algo que, no mínimo, seja exatamente do jeito que ele quer, né?

5. Conhecimento das táticas da área de viagens

Agentes de viagens são as “fadas madrinhas” dos passageiros. Por isso, eles não só conseguem realizar os sonhos de viagem dos clientes de forma rápida e prática, como também, na maioria das vezes, obtêm valores bem atrativos. A boa relação com fornecedores, a compreensão sobre cálculos de tarifas e o conhecimento em contratos, regras e processos ajudam o agente a passar credibilidade e segurança para o cliente.

6. Compreensão de outros idiomas e culturas

Falar inglês e espanhol, entre outros idiomas, é um diferencial e tanto para os agentes de viagens, ajudando-os a ganhar destaque com parceiros e empresas no exterior.

Além disso, e talvez o mais importante de tudo, é fundamental ter interesse e curiosidade por outras culturas. Isso significa ter na ponta da língua informações envolvendo passaportes, vistos, vacinas, melhor época para a viagem, dicas de pontos turísticos e atrações imperdíveis, apenas para citar alguns exemplos.

Aqueles que falam com mais propriedade sobre o produto ou serviço em questão têm mais chances de convencer o cliente a fechar negócio. Quanto mais dicas tiver, maior será a confiança transmitida para o consumidor.

E você, concorda com as competências que nós citamos e que definem um bom agente de viagens? Tem algo a acrescentar? Então conta pra gente! Dessa forma você ajuda a categoria como um todo a ganhar mais força e ainda dá um fôlego extra para o setor!

1 Comentário

  1. Achei genial excelentes dicas , rumo ao turismo facul de turismo principalmente com enfase em agenciamento de viagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0