Morro de São Paulo: a um barco de distância de Salvador

Morro de São Paulo - Bahia | Crédito: Shutterstock.com

Não é de hoje que as maravilhas naturais de Morro de São Paulo, na ilha de Tinharé, fazem bater mais forte o coração de quem circula pela região. Descoberta pelos portugueses em 1531, apenas quatro anos se passaram para que a vila fosse oficialmente fundada. A localização privilegiada, que facilitava o trajeto até Salvador, foi importante para despertar a atenção dos lusitanos, mas não há dúvidas de que as belas paisagens foram determinantes para que resolvessem permanecer por ali.

Guia do Morro de São Paulo
24 horas em Salvador
Dica: Salvador, por Airan Cal
Passeios tradicionais em Salvador
Pertinho de Salvador, Guarajuba 

O azul cinematográfico do mar, juntamente com o céu ensolarado e com o verde apaixonante do entorno, cria um cenário de inexplicável beleza. Para chegar até lá desde Salvador, o modo mais econômico é usar o catamarã que parte do Terminal Marítimo de Salvador, em frente ao Mercado Modelo. Os trajetos duram duas horas e meia, e o último com destino à ilha parte às 14h30. Para volta, o último que saí de Morro de São Paulo é às 15h.

As praias

Vamos ao que interessa em uma ilha: praia. Quem escolhe Morro de São Paulo para passar as férias ou curtir alguns dias de descanso tem à disposição praias bastante diversificadas – e nomeadas por ordem numérica.

Pertinho do centro, a Primeira Praia é indicada para quem se amarra em esportes. É ali que estão as melhores ondas para os surfistas e o lugar mais propício à prática de kitesurfe, esqui aquático, mergulho com cilindro, caiaque e tirolesa – inclusive, na praia está uma das maiores tirolesas do Brasil, com 350 metros de extensão e 70 metros de altura.

Tirolesa – Morro de São Paulo – Bahia | Foto: João Freitas / BahiaTursa

Na Segunda Praia estão muitas opções de restaurantes, barracas e meios de hospedagem. É para lá que vai a grande maioria dos turistas, atraídos pela tranquilidade inabalável das águas. À noite, a movimentação é intensa e os restaurantes costumam lotar devido à excelente gastronomia.

Mais calma, a Terceira Praia está bem próxima. A faixa de areia é mais estreita que nas demais e, por isso, uma espécie de passarela foi erguida para permitir a circulação de pessoas quando a maré estiver alta. Uma pequena ilha cercada por corais e com um único coqueiro no centro completa o cenário, de onde é possível ver vários peixinhos e render-se às emoções do mergulho.

Morro de São Paulo – Bahia | Crédito: Jota Freitas

Mais desertas, a Quarta e a Quinta Praia – esta última chamada também de Praia do Encanto – abrigam rica vida marinha. Interessados em fugir da badalação turística encontram em ambas a companhia quase que exclusiva da natureza espetacular.

Um show de pôr do sol

O pôr do sol é um show à parte em uma terra tão abençoada quanto Morro de São Paulo. A Fortaleza de Tapirandú, mais conhecida como O Forte, embora não esteja em suas melhores condições, é sempre um dos locais preferidos por quem quer se despedir do astro-rei em grande estilo, golfinhos podem aparecer para fechar o dia com chave de ouro.

Morro de São Paulo – Bahia | Crédito: Bahia Tursa

Apaixonados pelo crepúsculo também são mais do que bem-vindos na Toca do Morcego, onde há esteiras, almofadas e pufes de frente para uma esplêndida vista do mar. Depois que escurece, muitos optam por ficar ali mesmo, deliciando-se com petiscos, bebidas e música ao vivo.

Olhe para as estrelas

Não há dúvidas de que qualquer tipo de estresse vai embora só de admirar a paisagem, mas acredite: não é só de praia que vive Morro de São Paulo. Durante a noite, os visitantes da ilha se reúnem no centro, onde estão as famosas ruas Caminho do Farol e Caminho da Praia e as praças Aureliano Lima e Amendoeira.

É na região central que fica o Casarão, construção histórica que em 1859 hospedou D. Pedro II, e hoje é uma lembrança do período colonial. A vista panorâmica e a comida de dar água na boca, servida no jantar, transformam o local em um ponto turístico imperdível.

A Igreja Nossa Senhora da Luz é outro atrativo que vale a pena conhecer. Finalizada no início do século 19, sua construção é puro reflexo da influência do barroco, o que rende fotos lindíssimas. Em seu interior é possível conhecer um pouco melhor a história da ilha, contada por meio de um painel.

Bagagem

Assim que desembarcar em Morro de São Paulo irá perceber que existem muitas pessoas com carrinhos de mão ao redor do píer. Isso acontece porque não há carros por ali e suas bagagens devem ser carregadas por você mesmo ou, por uma taxa, para essas pessoas que fazem o serviço. Algumas pousadas incluem o serviço. É melhor perguntar antes. Caso não seja essa a situação, leve malas apenas com o necessário, como o próprio nome diz, o destino é um morro e fica bem difícil enfrentar algumas subidas segurando algo pesado. Se for combinar o passeio com mais dias de estadia em Salvador, uma dica é deixar uma mala maior na capital – os hotéis sempre têm um espaço para isso – e levar apenas uma mochila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0