O interior do Espírito Santo e suas belezas

Parque Nacional do Caparaó - Divisa entre ES/MG | Crédito: Denilson Novaes

Parque Nacional do Caparaó – Divisa entre ES/MG | Crédito: Denilson Novaes

Ao deixar o litoral capixaba e seguir viagem para o interior do estado, as paisagens vão ganhando outro tom e o cenário é tomado por uma exuberante sequência de montanhas, vales verdejantes e lindas cachoeiras.

Em uma viagem que vai até o Parque Nacional do Caparaó, na divisa com o estado de Minas Gerais, muitas belezas são apreciadas pelo caminho. A começar pela Pedra Azul, em Domingos Martins, conhecida pela saliência em formato de lagarto. Com 1.822 metros de altura, é considerada o símbolo do parque estadual de mesmo nome.

Pedra Azul – Domingos Martins – Espírito Santo | Crédito: Capixaba Receptivo

Fundado em 1991 com o objetivo de proteger a Mata Atlântica, o Parque Estadual da Pedra Azul tem área equivalente a 1,2 mil campos de futebol e recebe moradores da cidade e viajantes em busca de dias em meio à natureza, trilhas que levam a piscinas naturais e observação de animais. Ali vivem tamanduás-de-colete, macacos barbados, pica-paus e jararacas. Durante a visita, não se esqueça do clique clássico da Pedra Azul e seus arredores – o cenário rende belas imagens.

Mais adiante na viagem, próxima à cidade de Alegre, a Cachoeira da Fumaça e seus 140 metros de altura enchem os olhos pela composição da paisagem da qual faz parte. Além de a atração estar cercada por Mata Atlântica, o branco de sua espuma contrasta com a cor escura das pedras do leito, dando charme extra ao cenário.

A próxima parada é o Parque Nacional do Caparaó. Criado em 1961, pelo presidente Jânio Quadros, o parque é uma atração sensacional. A altitude média da Serra do Caparaó é de quase mil metros, perdendo somente para a Serra do Imeri, na fronteira com a Venezuela. Ela abriga reservas de Mata Atlântica ainda maiores do que as encontradas no Parque Estadual da Pedra Azul, e o Pico da Bandeira que, com 2.891 metros, figura como o terceiro ponto mais alto do Brasil.

Pico da Bandeira – Parque Nacional do Caparaó – Divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais | Crédito: Frtelles

Fãs de natureza e turismo de imersão podem se hospedar nas estações de camping do parque e curtir uma das experiências mais populares entre os visitantes: a contemplação do nascer do sol. As cachoeiras do Farofa, do Aurélio, Sete Pilões e seus poços de águas quase transparentes também encantam e fazem a felicidade de todos que ali vão. As duas primeiras são acessadas por trilhas de 1 km, enquanto a última fica a 200 metros do Acampamento da Macieira, o mais próximo da entrada do distrito de Pedra Menina.

Os mais aventureiros ainda cruzam o parque até chegar a Minas Gerais. São 11,4 km cruzados entre oito a nove horas de caminhada. A paisagem de beleza inigualável apreciada durante o percurso vale o esforço físico, é claro.

E aí, #partiu Espírito Santo? Consulte um agente de viagens!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0