Chapada dos Guimarães (MT): por que vale a pena conhecer e as principais dicas

Chapada dos Guimaraes shutterstock 1215543580

Cachoeira Véu de Noiva na Chapada dos Guimarães, um dos destinos de ecoturismo mais famosos do Mato Grosso e do Brasil l Crédito: Shutterstock

É na região Centro-Oeste do nosso país onde fica um dos destinos de ecoturismo favoritos da galera. A Chapada dos Guimarães está situada no Mato Grosso, mais precisamente na Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Conhecida por suas riquezas naturais, a Chapada dos Guimarães é repleta de nascentes, cachoeiras, cânions e corredeiras. Se você curte fazer trilhas em meio à natureza e se aventurar em passeios radicais, então se liga neste post, pois aqui você vai conferir as melhores dicas sobre a Chapada dos Guimarães! Vamos nessa? 

Chapada dos Veadeiros: onde fica, como chegar, quando ir e o que fazer na região
O que fazer em Capitólio (MG): principais atrativos e dicas de hotéis 

Chapada dos Guimarães: tudo o que você deve saber 

Como chegar 

Chapada dos guimaraes shutterstock 1443017237

A imensidão da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso | Crédito: Shutterstock

Antes de mais nada, saber como chegar à Chapada dos Guimarães é essencial para iniciarmos nossa aventura. Localizado no interior do Mato Grosso, nosso destino fica a cerca de 70 km de Cuiabácapital do estado. Saindo de lá é possível pegar a rodovia MT-251 para chegar ao local. Para quem viaja de outros estados, porém, a dica é desembarcar no Aeroporto Internacional de Cuiabá – Marechal Rondon e seguir de carro até a região. Dessa forma, depois de desembarcar você vai gastar no máximo uma hora e meia até a Chapada. Fácil né? Melhor assim, pois dessa maneira você guarda bastante energia para as trilhas 😉 

Melhor época para visitar a Chapada dos Guimarães 

chapada dos guimaraes shutterstock 1083402938

Registro do pôr do sol na Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. Então já sabe: garanta um celular ou uma câmera em mãos | Crédito: Shutterstock

A boa notícia é que o destino pode ser visitado praticamente o ano todo. Mas tenha em mente os passeios que você deseja fazer, uma vez que o clima pode influenciar bastanteA mesma coisa acontece com a paisagem da Chapada dos Guimarães, que costuma mudar drasticamente conforme o clima.  

Se você gosta de calor, dê preferência para ir entre os meses de abril a setembro. Durante essa época as temperaturas podem chegar a 39°C e as cachoeiras costumam estar em sua capacidade máximaOu seja: com bastante água. No inverno, por outro lado, o clima é mais ameno, com o termômetro variando entre 20°C e 30°CEste também é o período de seca, o que significa que o volume de água nos rios e cachoeiras é bem menor. 

Dicas de viagem para praticar esportes: confira 12 destinos no Brasil 

O que fazer na Chapada dos Guimarães 

A principal atração da Chapada é o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Isso porque os principais pontos turísticos estão dentro do parque, embora haja outras atrações em volta do local. Só pra se ter uma ideia, seus mais de 30 mil hectares servem de refúgio para 60 nascentes de águas cristalinas, 50 sítios arqueológicos e algo em torno de 480 cachoeiras, por exemplo. 

Mas, ó, atençãoa maioria dos points no interior do parque exige estar acompanhado(a) de um guia credenciado, viu? Sendo assim, não deixe de entrar em contato com um(a) agente de viagens para obter indicações dos melhores guias e empresas para te conduzirem nessa aventura. Agora vamos conhecer as melhores atrações e o que você não pode deixar de fazer quando estiver na Chapada dos Guimarães? 

1. Cachoeira Véu de Noiva 

Chapada dos Guimaraes shutterstock 1215543580

Cachoeira Véu de Noiva na Chapada dos Guimarães, um dos destinos de ecoturismo mais famosos do Mato Grosso e do Brasil | Crédito: Shutterstock

Cartãopostal da região, a Cachoeira Véu de Noiva tem uma queda livre de 80 metros de alturaDe quebra, os paredões de arenito que a cercam formam uma paisagem de tirar o fôlego. É possível observar a cachoeira de dois jeitos: por baixo, após percorrer uma trilha ecológica, ou por cima, a partir de um mirante que fica nos arredores. A escolha da trilha vai de acordo com o seu preparo (e com o seu ânimo!) para conhecer o local. De qualquer modoas duas formas descortinam uma bela paisagem, que merece ser contemplada. 

Da Chapada à Tijuca: 10 parques nacionais para conhecer

2. Cachoeirinha

Chapada dos guimaraes shutterstock 1510885418

Tá a fim de relaxar? Pois então vale a pena conhecer a Cachoeirinha, na Chapada dos Guimarães (MT) | Crédito: Shutterstock

Uma das cachoeiras mais populares da Chapada dos Guimarães, Cachoeirinha exibe uma queda um pouco menor do que a nossa primeira da lista. Com mais ou menos 20 metros de altura, a queda d’água finaliza em um poço com pouca profundidade. Sendo assim, é um passeio perfeito para quem viaja com crianças e idosos. Além disso, fica 1 km de distância da Véu de Noiva, portanto aproveite para conhecer as duas no mesmo dia. 

3. Cachoeira da Prainha

Apesar de ter uma das menores quedas dágua do Circuito das Cachoeiras da Chapada dos Guimarães, a Cachoeira da Prainha é dona de uma das maiores piscinas naturais da região. Ao mesmo tempo, conta com uma espécie de praia, formada pela areia presente nas margens do rio. Essa combinação de fatores explica por que ela é uma das favoritas das visitantes. Para coroar, é perfeita para descansar enquanto se aproveita um bom banho de água doce. Maravilhoso! 

Além das cachoeiras… 

Chapada dos guimaraes Credito editorial Caio Pederneiras shutterstock 1719017932

Acima de tudo, a Gruta da Lagoa Azul, perto da Chapada dos Guimarães (MT), impressiona pela cor da água | Crédito editorial: Caio Pederneiras/Shutterstock.com

A gente sabe que as cachoeiras são de outro mundo. Entretanto, outros importantes cartõespostais da Chapada dos Guimarães igualmente merecem destaque. Esse é o caso da Casa de Pedra, uma caverna de arenito que serviu de abrigo para povos indígenas, bandeirantes e tropeiros. Suas paredes ainda hoje guardam resquícios de pinturas rupestres. 

Por outro lado, vale destacar também Aroe Jaricujos mais de 1,mil metros de extensão tornaram-na a maior caverna da região. Localizada a pouco mais de 40 km da Chapada, em uma de suas entradas está a Gruta da Lagoa Azul. Um lago natural que ganha tons de azul incríveis quando é iluminado. Vai bater vontade, mas é proibido entrar na água por ali, OK? Também é preciso contar com a presença de um guia para conhecer o local.

Contudo, como já mencionado, além de apreciar a belíssima paisagem dentro das cavernas você encontrará também algumas pinturas rupestres. E, para fechar com chave de ouro,  ainda os paredões de pedra com mais de 350 metros de altura, espalhados por toda a região, de onde os visitantes conseguem ver as araras-vermelhas e outras espécies de animais. Incrível, né? 

Outra parada que merece destaque é a Ponte de Pedra. Trata-se de uma surpreendente formação rochosa de aspecto singular, que lembra  bastante uma ponte. Já pensou? Não deixe de visitar e tirar aquela foto para ficar de recordação, principalmente durante o pôr do sol. 

Ecoturismo no Brasil: confira lista com 10 destinos 

Por que vale a pena conhecer a Chapada dos Guimarães 

chapada dos guimaraes shutterstock 1053948050

Quer ir pra Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso? Antes de qualquer coisa, consulte um(a) agente de viagens | Crédito: Shutterstock

Visitar a Chapada dos Guimarães pode ser uma excelente pedida, uma vez que o acesso ao local é superfácil e tranquilo. Além disso, há passeios para todas as idades, gostos e bolsos, assim como as inúmeras cachoeiras, que revigoram a alma e são, de fato, imperdíveis. Simultaneamente, o destino é recheado de mirantes, que permitem não só apreciar as belas vistas, como ainda ver pássaros, flores e vegetações de pertinho. Todo mundo merece um passeio desse para renovar as energias e ter um descanso merecido! 

Chapada Diamantina x Chapada dos Guimarães: qual é a sua preferida? 

E aí, partiu? Conta para a gente se você já foi ou se tem vontade de conhecer a Chapada dos Guimarães. E não se esqueça de entrar em contato com um(a) agente de viagens a fim de programar uma trip que seja a sua cara e que caiba no seu bolso.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0