O que fazer em Chicago (EUA): 5 dicas infalíveis para curtir a cidade

Navy Pier Chicago Credito editorial Checubus shutterstock 1327974209

Navy Pier Chicago Credito editorial Checubus shutterstock 1327974209

Arranha-céus, arquitetura única e de certa forma ousada, monumentos diferentões – alô, Cloud Gate! -, supergelada no inverno e um caldeirão no verão, berço do blues e do jazz e dona de uma pegada cultural irresistível. Já sabe qual é o destino de hoje? Se você pensou em Chicagonos Estados Unidos, acertou! E, se você está a fim de visitar cada vez mais cobiçada cidade dos ventos, não vai se arrepender, já que o destino, que fica no estado de Illinoistambém é conhecido por seus museus e acervos ecléticos. Quer saber mais? Neste post separamos cinco dicas infalíveis de o que fazer em Chicago. Vamos lá!  

Melhores aplicativos para viajantes: veja 9 dicas
Afinal, para quais países brasileiros já podem ir? 

5 dicas de o que fazer em Chicago  

1. Curtir o Millennium Park e ver de perto a escultura “Cloud Gate”, marca registrada da cidade

Credito editorial Photo Spirit Shutterstock.com shutterstock 1823564576

Prepare a câmera, porque a Cloud Gate, ícone de Chicago (EUA), rende fotos incríveis | Crédito editorial: Photo Spirit/Shutterstock.com

Certamente quem visita Chicago tem pelo menos uma foto no Millennium ParkMesmo porque é lá onde fica a famosa escultura Cloud Gate ou, como é conhecida, “The Bean” (“O Feijão” – afinal, ela lembra mesmo um grande feijão). A obra de arte impressiona, uma vez que seu tamanho é gigantesco e sua arquitetura é bem inovadora. Mas atenção: tente chegar ao local antes das 7h, viu? Assim você consegue tirar boas fotos sem a multidão que geralmente concorre por um espaço perto dcartão-postal do destino. Além disso, o parque possui teatro, cinema e área para shows, bem como outras esculturas, banheiros, restaurantes e belos jardins. Sendo assim, garanta uma câmera em mãos! 

2. Gastar boas horas explorando o Navy Pier  

Navy Pier Chicago Credito editorial Checubus shutterstock 1327974209

Navy Pier Chicago Credito editorial Checubus shutterstock 1327974209

Antes de qualquer coisa, um ponto muito positivo de Chicago é que quase tudo fica próximoEm outras palavras, é bem tranquilo conhecer seus principais atrativos. E, por falar nas atrações imperdíveis, outro ponto turístico que precisa estar no seu roteiro é o Navy Pier 

Por que visitar Orlando, nos Estados Unidos 

Em linhas gerais, trata-se de um píer de praticamente 1 km de extensão salpicado de opções de lazer. Para começar, o local conta com um parque de diversões com uma roda-gigante bem icônica, de cujo topo dá pra ver o quão bonita Chicago é. Ao mesmo tempo, há um museu 100% focado nas crianças (o Chicago Children’s Museum), com três andares de exposições e atividades divertidas, assim como um teatro ao ar livre, galeria de janelas de vidro, um labirinto sensorial e até mesmo um jardim botânico. 

O píer contempla ainda um parque público – o Polk Bros Park –, restaurantes variados e um calçadão muito bem estruturado. Inclusive, se quiser, pode aproveitar pra fazer passeios de barco pelo Lago Michigan. Já deu pra entender por que o point tá na nossa lista de o que fazer em Chicago, né? 

3. Viajar no tempo e se divertir muito no Field Museum of Natural History 

Credito editorial schusterbauer.com Shutterstock.com shutterstock 2073320438

Acima de tudo, o Field Museum, em Chicago (EUA), promove uma viagem no tempo, contando a história do mundo e da humanidade | Crédito editorial: schusterbauer.com/Shutterstock.com

Quase 40 milhões de artefatos. Pode parecer um número exorbitante, mas a verdade é que é este o tamanho do acervo do Field Museum of Natural History. As exposições do museu, conforme o seu nome já indica, são um tributo à história natural e às inúmeras civilizações que já existiram. Só pra se ter uma ideia, lá dentro estão os esqueletos de Titanossauro (o maior dinossauro já conhecido) e do Tiranossauro RexEste último, inclusive, é o maior e o mais completo esqueleto do planeta deste grandalhão que viveu por aqui milhões de anos atrás.  

Além disso, prepare-se para se ver frente a frente com uma réplica majestosa de uma tumba egípcia, pedras preciosas, múmias e uma infinidade de outros itens espalhados por mais de 20 alas. Tudo isso em instalações modernas e supertecnológicas. Ou seja, quem se amarra em história não pode deixar de viver essa experiência única. Ah, é bom reservar algumas boas horas para visitar o museu, visto que ele é bem grande e cheio de detalhes. 

4. Se sentir no topo do mundo no Skydeck, na Willis Tower 

Skydeck chicago Credito editorial Vladimir Zhoga shutterstock 660933262

Tá a fim de tirar uma foto que dê frio na barriga? Então vá até o Skydeck da Willis Tower, em Chicago, nos Estados Unidos l Crédito editorial: Vladimir Zhoga / Shutterstock.com

Já anote aí: a Willis Tower é parada obrigatória na lista de o que fazer em Chicago. Você sabia que esse foi o prédio mais alto do mundo durante 24 anos? Pois bem, ele tem mais de 100 andares442 metros do telhado ao chãoSe considerar as antenas, então, a altura sobe para 527 metros! Não à toa, é o prédio mais alto da cidade. No 103° andar fica o famoso Skydeck, com um tipo de plataforma de vidro que parece sair do edifício e, por isso mesmo, passa a impressão de se estar voando. O passeio vale super a pena, principalmente se você gosta de apreciar uma vista incrível de um ângulo privilegiado 

Os 5 maiores prédios do mundo: saiba quais são e onde ficam 

Antes de chegar ao mirante, porém, é preciso percorrer um trajeto similar a um labirinto, com painéisvídeos que visam contar a história de Chicago. Como o Skydeck é todo em janelas de vidro, se possível aproveite para assistir ao pôr do sol dali. Contudo, lembre-se: por ser bem disputado, pode ser necessário um pouquinho de paciência para chegar até a plataforma de vidro ou, dependendo do horário, para conseguir um bom local nas janelas, OK? 

5. Passar um dia inteiro com os animais no Shedd Aquarium 

chicago Credito editorial Nejdet Duzen Shutterstock.com shutterstock 1552247918

Em primeiro lugar, o Shedd Aquarium é um local de respeito aos animais. Portanto, vale a pena incluí-lo na lista de o que fazer em Chicago, nos Estados Unidos | Crédito editorial: Nejdet Duzen/Shutterstock.com

 Para fechar com chave de ouro, o Shedd AquariumAntes de qualquer coisa, aqui vai um detalhe importante: o aquário é conhecido mundo afora pelo trabalho sério de preservação e reintegração à natureza de espécies ameaçadas de extinção. Outro ponto forte é que ele também resgata e ajuda na recuperação de animais machucados. Ou seja: se você ama bichinhos, não precisa se preocupar, pois eles estão em um lugar seguro e são tratados com respeito por ali.  

O Shedd serve de abrigo para mais de 30 mil animais marinhos, instalados em aquários enormes e divididos em áreas temáticas. Uma delas, aliás, é inteiramente dedicada à Amazônia. Legal, né? Essas áreas replicam com perfeição ambientes encontrados em diversas partes do mundo, incluindo as águas gélidas do Ártico, propícias para as belugas (ou baleia-branca).  

Quais são os lugares mais frios do mundo? 

Ao caminhar pelo interior do complexo você vai se deparar ainda com tubarões (até mesmo com o raro tubarão-bambu), leões-marinhos, pinguins, peixes e arraias, por exemplo. Além disso, há espaços reservados para reconstruir a base de vida para corais e estrelas-do-mar, cinema 4D (pago à parte) e alguns pontos onde é possível até mesmo tocar em alguns animais. Mas sempre com o acompanhamento de monitores, claro.  

Acredite, dá pra passar o dia inteiro perdido(a) por entre o Shedd Aquarium. E não precisa encanar com a alimentação, pois existe um restaurante com menu bem diversificado lá dentro.  

Já sabe o que fazer em Chicago. Bora lá? 

chicago shutterstock 1814322713

Pensando em ir para Chicago (EUA)? Pois então vale a pena consultar um(a) agente de viagens | Crédito: Shutterstock

Como tirar o passaporte: confira o passo a passo
Descubra agora como tirar o visto americano 

Não há dúvidas de que há muito mais opções de o que fazer em Chicago, mas agora você já sabe quais são algumas das principais atrações da cidade. Por outro lado, caso você tenha outra dica para compartilhar, deixe um comentário. Isso porque assim você acaba ajudando outras pessoas!  

Ah, não se esqueça de entrar em contato com um(a) agente de viagens se estiver a fim de planejar a próxima trip, combinado? Dessa forma você tem acesso às melhores ofertas e a um roteiro exclusivo. Isso sem mencionar a segurança de viajar com o apoio de um(a) profissional 😉 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0