Descubra como lidar com resfriados nas viagens

Uma doença muito comum e de curta duração – são, em média, de três a sete dias -, o resfriado pode aparecer a qualquer momento, inclusive em uma viagem. Tendo como principais sintomas a febre baixa, tosse seca, coriza, muco e congestão nasal, ele pode ser um incômodo durante sua aventura. Por isso mesmo, nós separamos algumas dicas para momentos como este. Ficou curioso? Então confira a seguir!

7 dicas para superar o medo de viajar de avião

O que fazer durante um resfriado?

resfriado

Descubra como agir dentro do avião | Crédito: Shutterstock

De modo geral, como se trata de uma infecção leve e benigna, não é preciso se preocupar. As dicas para resfriados são: evitar bebidas geladas, comer bem e agasalhar-se adequadamente. Uma boa hidratação também é fundamental para a eliminação de secreções que se formam na parte superior do aparelho respiratório.

E como agir em uma aeronave quando se está resfriado e para evitar o novo coronavírus? Simples: proteger a boca ao espirrar e tossir e lavar sempre as mãos são atitudes que nunca devem ser dispensadas. Isso sem contar, é claro, a utilização obrigatória das máscaras faciais.

Outros cuidados durante o voo

"<yoastmark

Devido ao ar seco e frio, levar um agasalho a bordo da aeronave junto aos pertences de mão é sempre uma boa ideia. Isso porque o ar-condicionado do avião geralmente é bem forte. Além disso, remédios só devem ser utilizados com orientação médica e manter-se hidratadx é superválido para a saúde, viu?

5 dicas para tornar a viagem de avião mais confortável
Dicas para minimizar os incômodos durante o voo

O maior problema quanto à pressão interna da cabine durante o voo é quando x passageirx está muito congestionadx. Secreções costumam interferir no funcionamento das trompas de Eustáquio – que são as estruturas que promovem o equilíbrio entre o ar externo ao tímpano e o ar presente internamente no ouvido. O funcionamento inadequado destas estruturas pode provocar surdez temporária ou mesmo fortes dores de ouvido por conta do abaulamento da membrana timpânica.

Em casos de resfriados fortes o ideal é evitar voos. Contudo, se isso não for possível, a dica é apostar nos descongestionantes nasais. Outras alternativas são: a “manobra de Valsalva”, técnica que provoca o fechamento da cavidade oral e do nariz com as mãos e assopro para a abertura das trompas de Eustáquio, bem como o estímulo da deglutição. Ou seja: beber algum líquido, chupar bala, mascar chiclete e abrir a boca como se estivesse bocejando, por exemplo, já que isso ajuda a melhorar passagem do ar.

Caso tenha alguma alergia…

resfriado

Crédito: Shutterstock

As pessoas mais sensíveis a alergias e ambientes com ar frio e seco são as que mais irão sentir as alterações. Não podemos nos esquecer que, quando viajamos, além do avião estamos sujeitos a locais com a presença de ácaros e fungos, como banheiros e quartos de hotéis. Sendo assim, sempre que possível escolha quartos com exposição à luz solar e boa ventilação. Para completar, leve a sua medicação de costume, pois ela é fundamental para ter uma boa viagem, sem que um simples resfriado estrague seus planos.

E você, tem mais alguma dica para ajudar em momentos de resfriado durante uma trip? Então fique mais do que à vontade para deixar um comentário. Dessa forma você dá uma força e tanto para outros viajantes 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0