Como tirar o certificado internacional de vacinação

Blog Segue Viagem
|

Quem sonha em conhecer o mundo ou simplesmente adora dar aquela escapada revigorante em toda e qualquer oportunidade precisa ter alguns documentos sempre às mãos. Afinal, deixar de aproveitar o momento porque o passaporte não está em dia não rola, né?

Muitas pessoas já têm os documentos de identificação válidos, o visto tirado e até mesmo um adaptador de tomadas universal, mas não se lembram de emitir o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) contra a febre amarela, superimportante para a entrada em vários países.

Vacinas e doenças: deixe essa preocupação fora da sua mala
Cuidados com a saúde na hora de viajar
Lidando com os resfriados em viagens

O processo para tirar o CIVP é bem fácil e a certificação é vitalícia, ou seja, tem validade para a vida toda. Vem que a gente explica tudinho para você:

A vacina contra a febre amarela

Vacina | Crédito: Divulgação Panrotas

Quem está com viagem marcada precisa tomar a vacina até dez dias antes da data de embarque. Para isso, basta se dirigir a um dos postos de saúde públicos ou centros de vacinação privados credenciados e que ofereçam a vacina, portando um documento de identificação válido e com foto. Localize o endereço mais próximo da sua residência utilizando o Busca Saúde.

Outro ponto importante é: desde 25 de janeiro de 2018, o processo de vacinação mudou. A prefeitura está distribuindo doses fracionadas, a fim de atingir todas as regiões de risco. Porém, quem não tomar a dose completa não poderá tirar o CIVP, que desde julho do ano passado tornou-se obrigatório para quem for viajar para fora do país. Você pode obter mais informações aqui.

Por essa razão, a recomendação é que se certifique de tomar todas as doses inteiras antes de sua próxima viagem para o exterior. 🙂

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia

Alguns postos aplicam a vacina, porém não emitem o CIVP, outros prestam os dois. A relação dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante da ANVISA e serviços credenciados pode ser conferida clicando aqui.

De qualquer forma, guarde o comprovante de vacinação. Caso o posto emita o CIVP, apresente-o junto com um documento de identificação e pronto, tudo se resolve no mesmo dia e lugar.

Se não for esta a situação, basta levar o comprovante, um documento de identificação original com foto e certidão de nascimento (no caso de menores de 18 anos) ao centro da ANVISA mais próximo. A certificação é prioritária para quem comprovar sua passagem por territórios que a requeiram.

Lembrando que você deve comparecer pessoalmente, pois a produção está condicionada à assinatura do viajante. Para agilizar o procedimento, o interessado deve realizar o pré-cadastro neste site.

Ao receber o comprovante, é importante conferir se este informa o nome, o fabricante e o lote da vacina. O atestado ainda precisa conter o nome e a assinatura de quem fez a aplicação, a data em que foi tomada e a identificação da unidade de vacinação.

#FicaDica

– Não é comum, mas pode acontecer de postos que oferecem a vacina e a emissão do certificado terem dias e horários diferenciados para a prestação dos serviços. Assim, é aconselhável entrar em contato antes para confirmar se tudo pode ser realizado no mesmo dia.

– Existe a opção de emitir o CIVP com o número do passaporte. Porém, como o documento de identificação tem data de validade, a dica é evitar essa ação para que não haja necessidade de reemitir o certificado com o novo número do passaporte.

– Caso perca o seu certificado durante uma viagem internacional, procure o consulado brasileiro e faça uma solicitação da 2ª via, informando seus dados pessoais (nome, data de nascimento, RG e CPF). Eles entrarão em contato com a ANVISA para localizar o seu cadastro e emitir um novo CIVP.

Lista de países que exigem certificado de vacinação

Nesta lista disponibilizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), você verifica a relação de países que exigem o certificado. Lembrando que se durante a viagem houver conexões em países que requerem o CIVP, será necessário portá-lo.

Certificado de Isenção de Vacinação

Gestantes, mães amamentando, bebês com menos de seis meses, idosos e pessoas com doenças autoimunes não podem tomar a vacina. Para estes casos, recomenda-se consultar um médico. Se a vacina for realmente contraindicada para sua situação, o próprio médico poderá preencher o Certificado de Isenção de Vacinação. O download do modelo pode ser feito neste link.

Depois disso, é só seguir viagem!


Escrever Comentário

Com um agente de viagens, faça chuva ou faça sol, a sua tranquilidade é garantida.

Véspera de férias? Então bora dormir tranquilo, com a certeza de que o seu aéreo, reservas em hotéis e serviços estão confirmados.

Veja Mais

Os agentes de viagens estão aqui pra te ajudar a ter a viagem dos sonhos com a tranquilidade que você merece ;)

Veja Mais