24 horas em Belo Horizonte

Complexo da Pampulha. - Belo Horizonte - Minas Gerais | Crédito: Marcelo Rosa

Complexo da Pampulha. – Belo Horizonte – Minas Gerais | Crédito: Marcelo Rosa

Explorar as belezas de Belo Horizonte é respirar história e cultura e não se cansar dos sabores e aromas de uma gastronomia que não tem como ficar melhor. Suas ruas são repletas de manifestações artísticas e arquitetônicas e da atmosfera inconfundível de um destino que não se cansa da simplicidade e da informalidade dos botecos.

A capital mineira se transformou, sim, em uma metrópole, mas não deixou de lado o jeito provinciano de ser. Quanto mais tempo houver para conhecê-la, melhor; mas em apenas 24 horas é possível captar a sua essência. Confira!

8h – Complexo Arquitetônico da Pampulha

A estada em “Beagá” é inesquecível no bairro da Pampulha, fruto do trabalho incansável de Oscar Niemeyer. De suas mãos nasceram os edifícios que circundam a lagoa artificial da região, ornamentada com belíssimos jardins: a Casa do Baile, o Iate Tênis Clube, o Museu de Arte e a Igreja São Francisco de Assis. Todos são espetaculares, mas foi a igreja que se tornou um dos símbolos da cidade. Por dentro e por fora, painéis incríveis assinados por Cândido Portinari ajudaram a realçar o seu charme.

11h – Museu de Artes e Ofícios

Na antiga Estação Central, o majestoso Museu de Artes e Ofícios é indispensável no roteiro de quem circula por Belo Horizonte. A sugestão é fazer visitas guiadas e se perder no acervo formado por mais de 2 mil peças datadas entre os séculos 18 e 20 e que foram utilizadas como instrumento de trabalho por diversas profissões ao longo deste período. Show de conhecimento!

14h – Mercado Central

Nada melhor do que aproveitar o momento em que a fome aperta para conhecer o tradicional Mercado Central, há mais de 80 anos de portas abertas. O seu cliente se deliciará com os saborosos pratos típicos, que por si só já explicam o porquê de a gastronomia mineira ser tão apreciada – isso sem mencionar os renomadíssimos queijos… São mais de 400 lojas, que se esmeram na oferta de alimentos, bebidas, artesanato e objetos representantes da cultura do estado.

17h – Praça da Liberdade

Basta um único passeio pela Praça da Liberdade para se apaixonar pelos jardins, inspirados no Palácio de Versailles, e pelas fontes que a embelezam. Um dos maiores centros culturais do Brasil, é rodeada por prédios históricos, como o Museu das Minas e do Metal, o Memorial Minas Gerais Vale e o Palácio da Liberdade, entre muitos outros. Destaque para o Espaço TIM UFMG do Conhecimento, que conta com um planetário e, a partir das 18h, distribui senhas para quem quiser subir ao terraço e observar os astros pelo telescópio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0