Brasileiros vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho

Brasileiros vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho | Crédito: Fitur

Brasileiros vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho | Crédito: Fitur

Brasileiros vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho | Crédito: Fitur

Brasileiros vacinados poderão entrar na Espanha a partir de 7 de junho | Crédito: Fitur

Em apresentação do certificado digital de COVID-19 da União Europeia na Fitur, em Madri, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou que os turistas já completamente vacinados, de qualquer país do mundo, poderão viajar à Espanha sem restrições a partir de 7 de junho.

Os turistas terão de apresentar prova de vacinação com algum dos imunizantes aprovados na UE ou pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No caso do Brasil, vacinados com as duas doses dos imunizantes da Pfizer ou da AstraZeneca estariam autorizadossegundo reportagem do El País. A Coronavac e a Sputnik ainda não foram autorizadas pela União Europeia, mas estão em análise e novidades a esse respeito podem ser anunciadas a qualquer momento. A OMS promete para este mês uma decisão sobre a vacina da Sinovac Biotech, a Coronavac. Consulte aqui o status de análises das vacinas contra COVID-19 pela OMS.

Vale lembrar que no começo do mês, a OMS aprovou o uso da primeira vacina chinesa. A vacina Sinopharm é produzida pelo Beijing Bio-Institute of Biological Products Co Ltd., China National Biotec Group (CNBG).

Até o momento, as vacinas aprovadas pela União Europeia incluem Pfizer-BioNTechModernaJohnson & JohnsonOxford/AstraZeneca e Sinopharm.

PASSE LIVRE

O passaporte sanitário da EU trará uma lista de países com passe livre dentro da região e os visitantes dos que ainda não estiverem na lista continuarão tendo de apresentar teste negativo de PCR. A previsão é que a Espanha receba nesse verão entre 30% e 40% do volume de turistas pré-pandemia.

Quais países fazem parte da União Europeia?
Pós-pandemia: 12 destinos na Europa que todo mundo precisa visitar

Paralelamente, a partir de 24 de maio, a Espanha permitirá que turistas de países de fora da UE considerados de baixo risco, sem a necessidade de um teste. O Reino Unido, maior emissor de visitantes para a Espanha, assim como Austrália, Nova Zelândia, Japão e Israel, entre outros, estão na lista anunciada pelo primeiro ministro na Fitur.

A Espanha, antes da pandemia, era o segundo país do mundo em recebimento de turistas estrangeiros, atrás apenas da França.

FITUR – Turismo Madrid, Espanha

Além de Pedro Sánchez, estavam presentes na apresentação do certificado a ministra de Indústria, Comércio e Turismo, Reyes Maroto; a ministra da Sapude, Carolina Darias, e o presidente da Efema Madrid, José Vicente de los Mozos.

No evento, de acordo com comunicado da Fitur, Sánchez mostrou convicção de que o Certificado Verde Digital, que se chamará oficialmente Certificado Digital União Europeia COVID, assim como a redução das restrições, vão permitir que a Espanha tenha um verão muito melhor que em 2020. O certificado entra em vigor em 1º de julho. “A Espanha vai retomar suas atividades de forma segura, e vamos atingir a mobilidade no âmbito da União Europeia ainda neste verão”, disse.

O certificado mostrará se o viajante foi vacinado contra COVID-19 ou se tem um teste negativo ou se superou a doença recentemente.

Fonte: Panrotas 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0