Entrevista com Patrick Yvars, do Visit Orlando

Orlando - Estados Unidos | Crédito: Shutterstock

Orlando – Estados Unidos | Crédito: Shutterstock

Especialista na cidade americana comenta o boom de turistas registrado nos últimos anos, os atrativos em alta no momento e as boas-novas que ainda estão por vir dentro e fora dos parques temáticos mais amados do mundo

Sua reputação já ganhou o trade e superou todas as fronteiras do globo. Ainda assim, ano após ano, é cada vez maior o número de visitantes que a procuram, atraídos como ímãs pela tradição e pela inovação constante. Essa é Orlando, a primeira cidade norte-americana a superar a marca de 70 milhões de turistas (recorde atingido em 2017) e que, apesar do presente já recheado de encantos, promete surpreender ainda mais em um futuro bem próximo.

Patrick Yvars | Crédito: Divulgação

Patrick Yvars | Crédito: Divulgação

 

Sempre constando na lista dos destinos internacionais mais desejados pelos brasileiros, a região que é sinônimo de diversão – e de bons negócios, vale ressaltar – tem potencial de sobra e está repleta de motivos capazes de fazerem as suas vendas, agente, irem longe. Quem nos apresenta cada um deles é Patrick Yvars, diretor de Vendas para a América Latina do Visit Orlando e o convidado de honra do Segue Viagem para um bate-papo turbinado de informações, dicas preciosas e novidades quentinhas, compartilhadas exclusivamente com você. Que tal ficar por dentro de tudo agora mesmo?

 

 

SV: No ano passado, Orlando recebeu o número recorde de 72 milhões de turistas, entre os quais figuram centenas de milhares de brasileiros. O que difere a cidade de outros destinos?

Orlando é um lugar multicultural, que agrega inúmeras atrações diferentes, direcionadas a todas as idades e gostos. Mesmo quem já foi não consegue deixar de visitá-la novamente, pois a cada dia surgem novas opções de lazer, entretenimento, programações temáticas, restaurantes e atividades nos parques, somente para citar alguns exemplos. Neste sentido, os viajantes brasileiros têm forte afinidade com a cidade por algumas razões específicas. A primeira delas, é claro, se refere aos parques temáticos, os quais oferecem atrações para toda a família.

SV: Além dos complexos Disney, Universal e SeaWorld, quais você diria que são os pontos mais procurados no destino?

Destaco os outlets, os shopping centers e os centros de entretenimento, como Disney Springs e a área da International Drive, localizada em meio a uma grande variedade de serviços voltados aos turistas. Fora desse roteiro, entre as demais atividades que vêm ganhando cada vez mais espaço na agenda turística da cidade estão: sua agitada vida noturna; passeios culturais ao estilo do Florida Film Festival e dos museus de belas-artes; os jogos de basquete do Orlando Magic; experiências exclusivas, como dirigir um carro de corrida, voar em um avião biplano aberto de 1930 ou pilotar um aerobarco pela selva; e os Festivais de Gastronomia, que reúnem um rico cardápio especializado nas culinárias internacional e vegetariana, por exemplo, e promovem a degustação de vinhos e cervejas artesanais. Por falar em gastronomia, uma boa pedida, inclusive, é o Magical Dining Month, evento organizado pelo Visit Orlando no qual é possível saborear refeições completas (com entrada, prato principal e sobremesa) pelo preço fixo de USD 35, em mais de 100 restaurantes da região. Além de tudo isso, há ainda os bairros locais para serem explorados, como Winter Park, The Milk District, Mills 50 e Thornton Park.

SV: Como você descreveria o perfil do brasileiro que viaja à cidade? O que ela oferece como diferencial para ele?

A maior parte do público brasileiro que visita Orlando é formada por famílias que ficam, em média, nove noites na cidade. Na sequência aparecem os viajantes em busca de diversão, entretenimento e boas compras. Em comum, a maioria dos turistas de primeira viagem tem o sonho de passear pelos parques temáticos e fazer compras nos shopping centers e outlets da região, enquanto os que já a conhecem aproveitam para conferir as novidades, retornar aos seus parques preferidos e vivenciar outras experiências. Creio que Orlando agrade muito aos brasileiros em virtude da soma de todos esses aspectos e também devido à proximidade, ao clima e à língua portuguesa, bastante falada por ali, fator que facilita bastante a comunicação.

SV: Quais você diria que foram as principais novidades de Orlando anunciadas ao longo de 2018?
Todos os anos, especialmente na área dos parques, há inaugurações de novos espaços. No decorrer de 2018 tivemos o lançamento, no Universal Studios Florida™, da atração Fast & Furious – Supercharged, inspirada na franquia “Velozes & Furiosos” e cuja montanha-russa, em funcionamento desde o início de maio, proporciona aos visitantes toda a emoção das corridas de rua. No Disney’s Hollywood Studios, a área temática da Toy Story Land foi o destaque da temporada. Já no SeaWorld a principal novidade ficou por conta do lançamento das corredeiras radicais do Infinity Falls, ideais para mergulhar fundo na diversão. Saindo dos parques, entre os destaques temos a StarFlyer, torre de 137 metros de altura situada ao lado do ICON Orlando 360™ (a roda-gigante que é um dos símbolos do destino) e que descortina uma vista privilegiada para até 24 pessoas, as quais balançam simultaneamente, no ar, a 96 km por hora.

SV: O que devemos esperar para o futuro? Você pode adiantar alguma informação?
Turismo é o que faz o coração de Orlando bater mais forte. Para o próximo ano teremos novidades na International Drive e também no Aeroporto Internacional de Orlando, o qual ganhará um novo terminal ao lado da estação de trem de alta velocidade, que conectará Miami a Orlando em um percurso de apenas três horas. Além disso, o que mais reservamos para 2019? Certamente novas atrações nos parques e uma programação intensa nos festivais gastronômicos e na vida cultural da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0