TAILÂNDIA: UM DESTINO SIMPLESMENTE INCRÍVEL

Crédito: Shutterstock

Habilidosa na arte de despertar os sentidos e aguçar a imaginação, é nesta terra “tão, tão distante” que tradição e paisagens belíssimas se entrelaçam e criam experiências de tirar o fôlego

Expressar em palavras a essência de um país do sudeste asiático riquíssimo em cultura e bastante incomum aos olhos do Ocidente não é tarefa fácil. Por isso, nada melhor do que recorrer ao idioma local para sintetizar um pouco que seja da imensidão de símbolos, atrativos e descobertas que fazem parte da incrível Tailândia, destino extraordinário não apenas no dicionário.

Reduto de templos budistas, heranças milenares, praias deslumbrantes e – acredite! – points cosmopolitas, no antigo Reino de Sião a diversidade se faz tão presente que, inclusive, segue estampada em seu próprio nome, cujo significado é “Terra Livre”.

Plural, exótica, mística e pitoresca, adjetivos não faltam para defini-la. No entanto, existe unanimidade quando se trata de duas de suas grandes marcas registradas: a Tailândia oferece a experiência certa para cada viajante e é um exemplo prático de equilíbrio e respeito às diferenças, unindo corpo, mente e alma em uma viagem transformadora do início ao fim.

A ESTRELA DO MOMENTO

Crédito: Shutterstock

Visitada por mais de 35 milhões de turistas em 2017 e tendência internacional inquestionável no quesito “cenários paradisíacos”, se tem uma arte que o país domina – além da marcial Muay Thai – é a de bem receber. O apelido “Terra do Sorriso” reflete esta fama com perfeição: de nativos a estrangeiros, o bom humor e a gentileza imperam soberanos.

Dona de um jeitinho livre, leve e solto de encarar a vida e tendo o budismo como a religião praticada por 95% da população, na nação que é fiel às suas origens e se orgulha de nunca ter sido colonizada pela Europa o culto às tradições não somente é algo encarado com naturalidade pelos habitantes como, de quebra, tem um potencial e tanto para fascinar uma legião de turistas.

Ocupando 513 mil km² de extensão, tamanho equivalente ao do estado brasileiro da Bahia, a Tailândia pode ser dividida em três macrorregiões: Norte, onde ficam os recantos históricos e ecoturísticos de Chiang Mai e Chiang Rai; Centro, endereço da badalada capital Bangkok; e Sul, pontilhado por ilhas paradisíacas.

Seja por meio dos costumes, da meditação, das massagens, da gastronomia, das belezas naturais, do passado sempre presente ou da união de tudo isso a um excelente custo/benefício, uma coisa é certa: a Tailândia não economiza nos encantos. Ficou animado em desbravar alguns deles conosco? Então é hora de virar a página e aproveitar o tour sugerido pelo Segue Viagem pelas principais relíquias deste fenômeno asiático, perito em promover uma viagem super “sanuk” (ou, no bom português, superdivertida).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0