Curta um dia em Itaparica e Ilha dos Frades

Ilha dos Frades - Itaparica - Bahia

Para curtir um dia de praia sem muita aglomeração e conhecer lugares ainda mais bonitos que a orla de Salvador, o ideal é fazer um passeio de catamarã pela Baía de Todos-os-Santos. O roteiro inclui paradas nas ilhas do Frade e de Itaparica.

O trajeto de Salvador até as ilhas, por si só, já é um belo passeio de cerca de duas horas. Em dias de sol, o mar verdinho é um convite a um mergulho. Enquanto o barco navega, só aprecie, deixei para pular na água em uma das paradas.

Ao chegar à Itaparica, a maior ilha da Baía de Todos-os-Santos, a diferença do cenário comparando com Salvador fica evidente. São casinhas simples, ruas arborizadas e calçadas de pedras. Parece que o tempo parou naquele cenário. Um detalhe importante: são 40 quilômetros de praias de águas cristalinas.

A orla é cheia de bares e restaurantes com mesinhas na calçada. O caranguejo do destino é muito pedido por lá. Na Ponta de Areia, a paisagem é típica de um livro de Jorge Amado: areias brancas, pescadores tecendo suas redes e alguns saveiros parados. Ela também costuma ser o ponto de parada dos catamarãs. Há cerca de 20 praias na ilha, alguma ganhará a sua preferência.

Itaparica também tem sua face religiosa. Concentra no Porto do Santo um reduto de oferendas, demonstrações de fé e orações. Na Rua Verão, que fica pertinho do Terminal de Bom Despacho, os romeiros pedem graças e pagam promessas. Para chegar lá, é preciso fazer uma trilha em meio à Mata Atlântica.

Ilha dos Frades

O lugar, por sua vez, não precisa mais que seus oito quilômetros de extensão para encantar quem passa por ela. Um paraíso do ecoturismo, a ilhota fica em meio à Mata Atlântica e é ideal para longas caminhadas e trilhas. Como se não bastasse, ela tem a forma de uma estrela de 15 pontas e, em cada uma delas, há uma praia. Parece que a natureza foi mesmo generosa com a Bahia, não é mesmo?

A ilha recebeu este nome por ter sido fundada por frades no século 17. Até hoje carrega sua herança religiosa, com as capelas de Nossa Senhora de Guadalupe – que fica no alto de um morro com um belo mirante – e Nossa Senhora do Loreto. O melhor é ir até lá de segunda a sexta, quando há menos barcos fazendo o passeio.

A volta para Salvador acontece no fim do dia. Fica atento quando o barco começar a se aproximar da capital. Costuma ser bem na hora do pôr do sol e seu passeio terminará com uma vista linda!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0