Conheça as magníficas catedrais de São Petersburgo

São Petersburgo - Rússia

Se o objetivo do czar Pedro, o Grande, ao fundar São Petersburgo era impressionar os visitantes, acredite, ele conseguiu! A cidade, que é uma das sedes da Copa do Mundo na Rússia, é recheada com muita história, arte e arquitetura e, entre os seus destaques, estão as famosas catedrais ortodoxas.

Espetacular até debaixo do solo: conheça o metrô russo

Figurando entre os mais visitados pontos turísticos do destino, estas igrejas surgiram quase que junto com a fundação da capital dos czares e são um espetáculo luxuoso que vale a pena conferir!

– Catedral do Sangue Derramado

Catedral do Sangue Derramado – São Petersburgo | Crédito: Shutterstock

Um dos principais cartões-postais da Rússia, oficialmente ela se chama Igreja da Ressureição do Salvador, mas ficou conhecida como a Catedral do Sangue Derramado por ter sido erguida por ordem de Alexandre III no local onde o seu pai, czar Alexandre II, foi assassinado. Inclusive, no mausoléu do endereço é possível observar algumas pedras com o sangue do imperador russo.

Colorida e rica em detalhes, ela foi inspirada na Catedral de São Basílio, em Moscou. Além de suas maravilhosas cúpulas, abriga a maior coleção de mosaicos do país, a qual também está entre as maiores de todo o continente europeu.

Catedral Ortodoxa de Santo Isaac

Catedral Ortodoxa de Santo Isaac – São Petersburgo | Crédito: Shutterstock

Pode-se dizer que esta igreja é pura ostentação. Maior templo ortodoxo da cidade e um dos maiores do mundo, a Catedral de Santo Isaac é reconhecida por sua gigantesca cúpula feita com mais de 100 quilos de ouro e pela riqueza dos materiais usados em sua construção, como, por exemplo, malaquita, lápis-lazúli, mármores e pedras semipreciosas. Seu interior ainda conta com mais de 300 quilos de ouro revestindo altares e pilares.

Uma curiosidade: durante a Segunda Guerra Mundial ela foi utilizada para guardar obras de arte e peças valiosas retiradas de outros endereços, evitando, assim, que caíssem nas mãos dos nazistas.

Atualmente, a catedral funciona como museu e dispõe de uma capela onde são realizados ritos diários. Admire as várias obras de arte espalhadas pela basílica e não deixe de visitar a cúpula para apreciar uma vista inesquecível.

– Catedral de São Pedro e São Paulo

Catedral de São Pedro e São Paulo – São Petersburgo | Crédito: Shutterstock

Instalada dentro da Fortaleza de São Pedro e São Paulo, esta igreja é um marco ortodoxo todo trabalhado no estilo barroco. A catedral é conhecida por abrigar o túmulo do czar Pedro, o Grande, e também os de toda a família da dinastia Romanov, incluindo de Nicolau II e sua família, que foram encontrados em 1991 em uma vala próxima a Ekaterimburgo.

A mais antiga da cidade, ela foge do tradicional estilo de cúpulas redondas e coloridas. Exibindo uma gigantesca torre, é a segunda construção mais alta de toda São Petersburgo.

Catedral Kazan

Catedral Kazan – São Petersburgo | Crédito: Dennis G. Jarvis

Obra-prima da arquitetura russa, Kazan foi construída em 1800 por ordem do czar Paulo I. Inspirada no modelo da Basílica de São Pedro em Roma, foi erguida para ser o abrigo da imagem de Nossa Senhora de Kazan, uma das mais veneradas pelos russos. Durante a época comunista, foi utilizada como museu do ateísmo, mas no ano de 1992 passou por uma restauração e, desde então, se tornou um dos mais conhecidos e frequentados centros de cultos da religião ortodoxa.

Seu design foi desenvolvido pelo arquiteto Voronikhin, que mais tarde se tornou um dos heróis da guerra contra Napoleão e teve seu corpo enterrado na igreja, em 1813.

Convento Smolny da Ressurreição

Convento Smolny da Ressurreição – São Petersburgo | Crédito: Shutterstock

A filha de Pedro, o Grande, renunciou à realeza para se tornar freira e este convento foi construído para abrigá-la. Monumento datado de 1748, o Smolny é composto por uma catedral e alguns edifícios. A igreja, célebre por sua cor azul, é um dos principais projetos do arquiteto italiano Bartolomeo Rastrelli, também autor do redesenho do Palácio de Inverno e da criação do Palácio de Catarina.

Catedral Naval de São Nicolau

Catedral Naval de São Nicolau – São Petersburgo | Crédito: Shutterstock

Azul-claro e branco são as cores desta magnífica igreja russa que também traz o estilo barroco. Localizada no centro da cidade e detentora de cúpulas douradas, é composta por duas catedrais, a de São Nicolau, no piso térreo, e a de Epifania, no superior, ambas com colunas coríntias. Ricamente decorada e construída no formato de uma cruz grega, foi um presente oferecido pelo príncipe Golitsyn para a imperatriz Elizaveta Petrovna para ser um templo do protetor dos marinheiros (São Nicolau dos Milagres).

Dona de uma bela torre e fundada na mesma época da cidade, sua construção foi liderada pelo arquiteto Chevalinsky e durou nove anos (1753 – 1762).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0