Seguindo viagem com Chieko Aoki, presidente e fundadora da Blue Tree Hotels

revista blue tree

Crédito: Divulgação

revista blue tree

Crédito: Divulgação

Um dos melhores termômetros da indústria do turismo são, sem dúvida alguma, os dados apresentados pelas redes hoteleiras. E, para a alegria geral do trade, pesquisa realizada em outubro de 2019 pela Embratur indica que 46,4% dos empresários do segmento preveem aumento no faturamento de suas companhias nos primeiros meses de 2020, fator que traz ótimas perspectivas de negócios, sobretudo para os agentes de viagens.

Sinônimo de empreendedorismo, hospitalidade e serviços de primeira categoria para viajantes a lazer e a trabalho, a Blue Tree Hotels também se mostra otimista com relação às expectativas do mercado. Contando com mais de 20 hotéis em todas as regiões do país e atuando nas categorias Business, Luxo e Resorts, a marca destaca o corporativo como tendência – e tendência em franca ascensão. Quem compartilha isso com a gente é Chieko Aoki, presidente e fundadora da rede e a entrevistada da vez no Segue Viagem.

Você é o nosso convidado para conferir esse bate-papo exclusivo com a executiva, que ficou conhecida no setor como a dama da hotelaria. Então só vem que o check-in já está autorizado!

SV: Mesmo diante de um cenário desafiador para a economia brasileira, dados da Abracorp indicam que, em comparação com 2018, o segmento de hotelaria nacional registrou aumento de 25% em vendas no primeiro semestre de 2019. A quais motivos você atribui tal crescimento?

Nós sentimos que o mercado melhorou em Eventos, e isso para o segmento corporativo é fundamental: esses encontros movimentam grupos, que, consequentemente, aumentam os números de ocupação. Temos estratégias e metas muito bem estabelecidas para a nossa equipe, com foco total no mercado corporativo. Durante a estada dos executivos, por exemplo, nós incentivamos que eles retornem aos finais de semana ou que conheçam outras unidades da rede, espalhadas pelo país, com suas famílias. Além disso, valorizamos o tempo dos hóspedes. Na hotelaria, existem duas diretrizes que são imprescindíveis para essa valorização e também para o serviço personalizado: alta tecnologia e calor humano.

SV: Figurando entre as principais referências do mercado hoteleiro no país, principalmente no que se refere ao corporativo, como a Blue Tree Hotels avalia as oportunidades de negócio que o segmento oferece aos agentes de viagens? Aliás, a rede adota alguma iniciativa que estimule a venda de hospedagem por meio de um profissional qualificado?

Os agentes de viagens são nossos grandes parceiros, mesmo porque são especialistas em oferecer o hotel adequado para cada cliente. Eles têm um olhar especializado, aguçado. Nossa equipe está em contato direto com esses profissionais para mantê-los informados sobre cada uma das nossas novidades. Em 2020 vamos continuar incentivando e apoiando todos da categoria, uma vez que fortalecem e impulsionam o turismo nacional.

SV: Ainda conforme balanço da Abracorp, no primeiro semestre de 2019 as viagens a trabalho cresceram 14,7% no Brasil na comparação com o mesmo período do ano anterior. Levando em consideração o viés corporativo dos empreendimentos da rede, é possível descrever o perfil e as necessidades específicas desse público?

O perfil dos nossos hóspedes é, prioritariamente, o executivo que está na cidade para participar de reuniões, encontros comerciais e eventos. Aos finais de semana, recebemos famílias, que aproveitam, por exemplo, os arredores dos hotéis e também nossa infraestrutura de academia, piscinas e gastronomia, entre outros serviços. Eles optam pelas nossas unidades devido ao atendimento personalizado, infraestrutura adequada, localização estratégica e segurança.

SV: Responsável pela administração de dezenas de hotéis de norte a sul do país, quais destinos você diria que estão em alta nos segmentos de lazer e corporativo? Por quê?

As 22 unidades da Blue Tree Hotels estão localizadas em cidades brasileiras que consideramos estratégicas. São Paulo, por exemplo, é referência para viagens a negócios e lazer, então sempre será uma aposta. Temos cinco unidades espalhadas pelo estado para oferecer opções diferentes para cada perfil de hóspede. Nós sempre empreendemos em locais com potencial para desenvolver negócios e lazer. Aliás, um dos objetivos da rede é fomentar os destinos onde nossa bandeira esteja inserida.

SV: Quais você diria que são os diferenciais que os hotéis Blue Tree oferecem aos hóspedes?

Nosso atendimento é o grande diferencial, e está no nosso DNA fazer com que as pessoas se sintam acolhidas. Desejamos que todos que se hospedam em nossos hotéis saiam melhores do que entraram. Nosso cuidado em bem receber, bem servir e bem cuidar são essenciais para que os hóspedes se sintam em casa e desfrutem de experiências enriquecedoras. Nossos serviços refletem a junção de processos hoteleiros norte-americanos com o estilo de atendimento europeu e o espírito de atendimento japonês, tudo isso coroado pela vocação em receber do brasileiro. Nós, da Blue Tree Hotels, promovemos assistência com qualidade e encantamento para que os visitantes tenham uma estada única e inesquecível.

SV: Quais são as expectativas da rede para 2020? É possível antecipar algumas novidades para os agentes de viagens?

Antevemos um ano positivo. Vamos dar continuidade às ações que começamos em 2019, com foco em tecnologia, inovação e humanização, além de trabalhar para modernizar as unidades. A Blue Tree Hotels está sempre atenta às transformações que o mundo está passando para implementar melhorias contínuas aos hóspedes, como fizemos no ano passado com a implantação do web check-in por reconhecimento facial. Estamos constantemente nos reinventando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0