Reabertura de Monte Verde (MG): confira detalhes

Pontos turísticos de Minas Gerais Centro de Monte Verde - Minas Gerais | Crédito: Shutterstock.com/Daniella Cronemberger

Centro de Monte Verde - Minas Gerais | Crédito editorial: Daniella Cronemberger/Shutterstock.com

Confira os detalhes da reabertura de Monte Verde | Crédito editorial: Daniella cronemberger / Shutterstock.com

Confira os detalhes da reabertura de Monte Verde – Minas Gerais | Crédito editorial: Daniella Cronemberger/Shutterstock.com

*Atualizado às 17h00 do dia 25/01/2021*

Localizada no sul de Minas Gerais, a cidade de Monte Verde reiniciou o processo de retomada. Isso, claro, seguindo todas as medidas de segurança impostas pelo governo local. Ficou empolgado com a notícia? Então confira este post até o final!

Ah, mas atenção! Como há a presença de barreiras sanitárias, para entrar no distrito às sextas, sábados, domingos e feriados os visitantes devem ter em mãos a reserva do hotel, seja ela impressa ou digital. Por outro lado, quem quiser ir à cidade para curtir apenas um dia deve ter em mente que a entrada só será permitida às segundas, terças, quartas e quintas-feiras. Grupos e excursões permanecem proibidos.

Outro ponto envolve o controle que a Prefeitura de Camanducaia está fazendo. Em parceria com a MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região), foi criado o Cadastro Monte Verde Mais Segura. Por conta da pandemia, os meios de hospedagem devem cadastrar as reservas e compartilhar algumas informações dos turistas, o que inclui nome, placa do carro, quantidade de pessoas e datas de check-in e checkout. Isso significa que, para ter a entrada autorizada no distrito, os viajantes devem também informar seu CPF para que tenham seus dados confirmados no sistema.

Por fim, é importante saber que foi instituído um toque de recolher entre 23h00 e 06h00 e que é obrigatória a utilização de máscaras faciais em vias públicas e estabelecimentos comerciais. Quem não respeitar essa regra estará sujeito à multa. As exigências serão modificadas e publicadas às sextas-feiras, com início de vigência nas segundas-feiras posteriores.

QUAIS SÃO AS EXIGÊNCIAS EM BARES E RESTAURANTES?

Quando o assunto são os restaurantes e bares locais, vale ressaltar que eles estão autorizados a funcionar, desde que respeitem o distanciamento social entre as mesas. Fora isso, o uso de máscaras faciais e a disponibilização de álcool gel estão entre as medidas obrigatórias. Devido ao toque de recolher, o horário de funcionamento será até às 23h00.

Quando o assunto é a lotação, as restrições são de acordo com a área interna de cada comércio. Por exemplo:

  • áreas de até 20 m²: máximo de quatro clientes por vez;
  • de 21 m² a 50 m²: máximo de seis clientes por vez;
  • de 51 m² a 150 m²: máximo de oito clientes por vez;
  • acima de 150 m²: até 12 clientes por vez.

E AS HOSPEDAGENS DE MONTE VERDE?

Operando com apenas 60% de sua capacidade total, os hotéis e pousadas de Monte Verde estão de portas abertas e adotando uma série de medidas, que incluem disponibilização de álcool 70% em pontos estratégicos e suspensão do serviço de arrumação. Em outras palavras, os próprios hóspedes devem realizar a troca das roupas de cama e banho.

ATRATIVOS TURÍSTICOS REABERTOS

A cerca de 1.500 metros de altitude e com influências europeias que vão muito além do clima frio e da gastronomia, Monte Verde leva o título de “Suíça Brasileira” e não decepciona em nenhuma época do ano. Inclusive, cabe ressaltar que seus atrativos estão funcionando, mas com apenas 50% de sua capacidade total. Ou seja: dá para aproveitar a viagem com segurança.

E você, pretende conhecer o destino em um futuro próximo? Conta pra gente nos comentários! Ah, e não se esqueça de consultar um agente de viagens e de conferir todas as novidades de reabertura aqui no Segue Viagem, pois assim você garante uma aventura tranquila do início ao fim.

1 Comentário

  1. Roberto disse:

    Mais um absurdo desses DITADORECOS que sem nenhuma base científica, fecham tudo como se mesmo em trilhas no meio da Natureza, em locais abertos, houvesse maior risco, quando já está mais que provado -vide estudos em Nova York etc- que a maior propagação do vírus chinês se dá dentro das casas, intra muros, e não na circulação responsavel….lastimável tanta ignorância!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0