Um passeio pelos museus da cultura paraguaia

Blog Segue Viagem
|

Mesmo sendo nosso país “vizinho-hermano”, ainda pouco conhecemos sobre o Paraguai. Ok, não vale falar do passeio de Foz do Iguaçu para Ciudad del Este, que é praxe para quem vai para a cidade paranaense. Com o câmbio a favor dos brasileiros, uma visita a Assunção pode render boas surpresas. Se a ideia é conhecer a cultura local, a capital conta com museus que mostram a influência dos povos pré-colombianos e da religião nos costumes do país, além de nos ensinarem um pouco sobre sua história.

Museu de História Natural e Indígena

O Museu de História Natural e Indígena, que fica instalado no mesmo complexo do Jardim Botânico e Zoológico, conta com um acervo de espécies que compõe a fauna selvagem paraguaia, incluindo algumas espécies em extinção. A área toda tem mais de 11 hectares e abriga cerca de 70 espécies silvestres, entre aves, mamíferos e répteis, todos de pequeno porte.  O Centro de Artes Visuais e Museu do Barro, aberto em 1989, reúne itens como as cerâmicas pré-hispânicas de toda a América e duas salas de arte indígena do Paraguai, além de uma coleção de esculturas religiosas das Missões Jesuítas e Franciscanas.

Museu de Arte Sacra de Assunção

Um dos mais recentes pontos de interesse turístico da cidade é o Museu de Arte Sacra de Assunção. O edifício, localizado na esquina de Manuel Dominguez e Paraguarí, uma das sete colinas de Assunção, foi inaugurado em 2010 e tem seis salas, um auditório, cafeteria, livraria, loja de presentes e um terraço onde acontecem eventos realizados ao ar livre. Seu acervo conta com cerca de cem imagens religiosas paraguaias dos séculos XVII e XVIII.

Museu Casa de La Independencia

O Museu Casa de La Independencia, claro, destaca algumas figuras importantes da independência do Paraguai, conquistada em 1881. Instalada bem no centro histórico da cidade e considerada um monumento nacional. A casa dos irmãos Pedro Pablo e Sebastián Antonio Martínez Sáenz hospedou alguns dos principais articuladores da independência. Como Fulgencio Yegros e Pedro Juan Caballero, servindo como sede das reuniões secretas. A construção conta com cinco salas e um grande salão. E abriga um acervo de retratos, documentos, utensílios e mobiliário da época.

Panteón Nacional de los Heroes e

A poucas quadras da Casa de la Independencia está o Panteón Nacional de los Heroes. Que homenageia os heróis militares e civis, conhecidos e anônimos, do país. Sua construção, que começou em 1864, foi interrompida pela Guerra do Paraguai. Na qual Brasil, Argentina e Uruguai uniram-se na Tríplice Aliança contra o vizinho. O edifício foi finalizado mais de 70 anos depois, em 1936.

Museo de las Memorias: Dictadura y Derechos Humanos

Por fim, encerrando o circuito de museus históricos, visite o Museo de las Memorias: Dictadura y Derechos Humanos, que relembra a história do duríssimo governo do general Alfredo Stroessner. Entre os anos 50 e 80, a casa foi usada primeiro para treinamento das forças policiais e, em seguida, como prisão dos opositores do regime. A vasta documentação sobre os horrores deste período estão no chamado Arquivo do Terror, exibido ali.


Escrever Comentário

Com um agente de viagens, faça chuva ou faça sol, a sua tranquilidade é garantida.

Véspera de férias? Então bora dormir tranquilo, com a certeza de que o seu aéreo, reservas em hotéis e serviços estão confirmados.

Veja Mais

Os agentes de viagens estão aqui pra te ajudar a ter a viagem dos sonhos com a tranquilidade que você merece ;)

Veja Mais