Paris, a Cidade-Luz que nasceu para brilhar

Paris - França | Crédito: Shutterstock

Paris - França | Crédito: Shutterstock

Junte-se a nós e caia de amores você também por essa ilustre francesa, exímia na arte de fascinar viajantes do mundo inteiro

Falar sobre Paris, certamente, envolve a presença de muitas referências: romântica por natureza, ocupa lugar de destaque entre as metrópoles mais visitadas do planeta, foi e continua sendo protagonista de grandes acontecimentos históricos, é musa inspiradora para artistas, ícone fashion e, de quebra, é um baita sinônimo de alta gastronomia.

Contudo, apesar de sua boa fama superar fronteiras e refletir em números que crescem ano após ano em termos de turismo e visibilidade, talvez uma das mais importantes peculiaridades da capital francesa seja sua habilidade única de surpreender até mesmo aqueles que já estão familiarizados aos seus encantos.

Berço de arquitetura, história, cultura, parques, compras, culinária e – por que não? – da boemia, a Cidade-Luz demonstra um talento nato quando o assunto é entreter, preenchendo com atrações diversas uma infinidade de roteiros e oferecendo como recompensa extraordinários panos de fundo para quem decide explorá-la.

O CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS

Dona de uma coleção imensa de cartões-postais, passear por Paris, sobretudo pela primeira vez, significa se ver frente a frente com lugares e monumentos que estampam livros, fotos, filmes e até mesmo o imaginário de muita gente. O exemplo mais tradicional de todos é, claro, a Torre Eiffel.

Inaugurada no centenário da Revolução Francesa para a Exposição Universal de 1889, não é à toa que essa obra-prima da arquitetura contemporânea atraia, sozinha, cerca de sete milhões de turistas todos os anos. Situada às margens do Rio Sena e tida como um dos maiores símbolos da França, a torre, do alto de seus mais de 300 metros, oferece experiências emocionantes, acompanhadas pela vista panorâmica de tirar o fôlego à qual se tem acesso dali de cima. Algumas delas incluem: tour por sua estrutura, uma plataforma de observação com piso de vidro, exposições culturais, atividades recreativas, restaurantes e loja de lembrancinhas, com souvenires que traduzem bem a essência parisiense.

Museu do Louvre - Paris | Foto: Shutterstock

Museu do Louvre – Paris | Foto: Shutterstock

Seguindo a trilha de tesouros nacionais, outro point que está sempre em evidência é o Museu do Louvre, um monumento escultural que serve de abrigo para aproximadamente 35 mil peças – isso considerando apenas as que estão em exibição.

DE OLHO NA MONA LISA

Tendo o quadro “La Gioconda”, de Leonardo da Vinci, como estrela principal, e a ilustre Vênus de Milo como duas de suas disputadíssimas obras de arte, o Louvre é parada obrigatória para os fãs de relíquias atemporais. Verdade seja dita, o museu é imperdível até do lado de fora, imortalizado pela gigantesca pirâmide de vidro que serve de entrada principal e que rouba todos os olhares.

Instalado em um palácio datado do século 12, o qual já serviu de fortaleza e residência para os reis da França, e transformado em museu no século 18, caminhar pelos seus extensos corredores é assim: um tour pela história da humanidade e uma emoção por contemplar a genialidade de artistas que transcenderam gerações.

Dividido em oito departamentos – Antiguidades Egípcias, Antiguidades Gregas, Etruscas e Romanas, Antiguidades do Oriente Médio, Arte Islâmica, Quadros, Esculturas, Artes Decorativas e Gravuras e Desenhos –, mais do que observar o rico acervo (aliás, oriente o passageiro a dedicar pelo menos um dia inteiro a essa atividade), a dica é conferir também o fabuloso Jardin des Tuileries (em português, Jardim das Tulherias), espaço localizado entre o Louvre e a Praça da Concórdia. Exibindo um verde magnífico, tem esculturas assinadas por grandes mestres, a exemplo de Rodin e Max Ernst, o belo Arc du Carrousel, cafés, uma livraria e até um parque de diversões, que se mantém em operações de junho a agosto.

UM MARCO DO PASSADO EM RECONSTRUÇÃO

Notre-Dame - Paris | Crédito: Shutterstock

Notre-Dame – Paris | Crédito: Shutterstock

 Visitada por 12 milhões de pessoas em 2018 (segundo dados do Escritório do Turismo e dos Congressos de Paris) e, portanto, detentora do título de destino mais visitado da cidade, a Catedral de Notre-Dame desponta como patrimônio nacional e legado mundial de história, beleza e fé.

Erguida entre os séculos 12 e 13 em estilo gótico e guardiã de uma herança cultural de valor inestimável, além do conto “O Corcunda de Notre-Dame”, de Victor Hugo, em abril de 2019 a igreja protagonizou outro fato marcante: um incêndio, durante obras de revitalização, que destruiu partes de sua infraestrutura. Desde então, ela segue fechada para visitação, sem data prevista para reabertura. Mas não desanime! Vale a pena comtemplar sua majestade e garantir boas fotos de seu exterior.

 MAIS ATRATIVOS, S’IL VOUS PLAÎT! 

 Vizinhos à Catedral de Notre-Dame, na região do Quartier Latin, o Panteão de Paris e o Jardim de Luxemburgo também figuram como atrações turísticas imperdíveis.

Edificado no século 18 em alusão ao Panteão de Roma, se logo de cara a fachada neoclássica do Panteão de Paris já impressiona, após conferir seu interior, então, não dá outra: é amor a toda vista. Imponente sob qualquer perspectiva, o local conta ainda com uma cripta, na qual repousam os túmulos de personalidades como o escritor Victor Hugo, os filósofos Voltaire e Jean-Jacques Rousseau e o inventor Louis Braille.

Saindo dali, uma boa alternativa é partir para o Jardim de Luxemburgo, refúgio natural que fica ao lado do Palácio de Luxemburgo (atual sede do senado francês) e oferece atividades de lazer e cultura para toda a família.

TUMBALACATUMBA TUMBA TA

Ei, agente, se o seu passageiro está a fim de fugir do comum aqui vai uma sugestão de programa de arrepiar: as Catacumbas de Paris, um labirinto de ossuários 20 metros abaixo da terra que conduz os visitantes em uma verdadeira viagem pelo túnel do tempo. Mas lembre-se: o passeio não é indicado para pessoas com mobilidade reduzida, portadores de insuficiência cardíaca e/ou respiratória, crianças menores de dez anos, gestantes e claustrofóbicos, OK?

  CHAMPS ÉLYSÉES, O POTE DE OURO PARISIENSE

Champs Élysées - Paris - França | Crédito: Shutterstock

Champs Élysées – Paris – França | Crédito: Shutterstock

 Rumando, agora, para a Paris que é puro luxo, glamour e sofisticação, chegamos à Champs Élysées, a avenida mais famosa da cidade.

Rodeada por árvores ao longo de seus 2 km de extensão, nada melhor do que começar um tour pelo Arco do Triunfo, outra preciosidade com presença carimbada no roteiro dos turistas. Posicionado na parte alta da avenida e construído a mando de Napoleão Bonaparte no século 19, depois de tirar inúmeras fotos a sugestão é tomar fôlego e subir até o terraço do monumento para aplaudir uma paisagem realmente triunfal.

Após ticar este item da lista, hora das compras! A Champs Élysées é tomada por boutiques de grifes renomadas, como Louis Vuitton, Montblanc, Lacoste, Disney Store, Adidas, Nike e uma unidade da superconceituada loja de departamentos francesa, Galeries Lafayette.

E QUANDO A NOITE CHEGAR…

Moulin Rouge - Paris - França | Foto: Moyan Breen

Moulin Rouge – Paris – França | Foto: Moyan Breen

Badalada do nascer ao pôr do sol, o melhor ponto para curtir de camarote o crespúsculo da Cidade-Luz é em meio à colina que hospeda Montmartre, o bairro da boemia parisiense.

Endereço para bares, restaurantes e cabarés, como o célebre Moulin Rouge, a agitação noturna é uma das marcas registradas da região. E sabe o que mais pode ser encontrado ali? A fantástica Basilique du Sacré-Coeur (ou, em português, Basílica do Sagrado Coração de Jesus), construção de estilo romano-bizantino que presenteia seus convidados com uma vista deslubrante.

É DIVERSÃO QUE FALA, NÉ?

Disneyland - Paris - França | Crédito: Clemn

Disneyland – Paris – França | Crédito: Clemn

 Especialista na missão de transformar sonhos em realidade, Paris não poderia deixar de ter a sua própria Disneyland®, certo? A apenas 32 km da capital, além de hotéis, restaurantes e um encontro marcado com Mickey e sua turma, os visitantes têm dois parques à disposição: Disneyland Park e Walt Disney Studios Park. O primeiro abriga o Castelo da Bela Adormecida e é mais focado no universo dos contos de fadas, enquanto o segundo é o lugar ideal para embarcar nas aventuras dos filmes e animações.

 SIMPLESMENTE ENCHANTÉ

Crédito: Shutterstock

Crédito: Shutterstock

 Para encerrar a estada em terras francesas com chave de ouro, vale reservar algumas boas horas ao Palácio de Versalhes, a um bate-volta de distância e que poderia muito bem ter sido retirado de um romance de ficção.

Antiga sede da monarquia francesa e atualmente tombado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, neste palácio do século 17 instalações majestosas dão o tom do passeio, transformando em imagens e história a essência de um destino que conquista a todos não somente com sua luz mas, principalmente, com sua contínua capacidade de reinvenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0