Construções épicas: um tour pelos castelos europeus

Blog Segue Viagem
|

Que a Europa está repleta de monumentos não podemos negar. Transbordando igrejas, patrimônios tombados pela Unesco, arenas e residências reais, a região é praticamente um livro de contos de fada.

Seja para tirar fotos, encantar-se com sua história ou admirar seus objetos e instalações luxuosas, os castelos são lugares mágicos que nos permitem viajar no tempo e sonhar com um reino tão, tão distante, mas bem real. Confira agora algumas dessas fortalezas encontradas no Velho Continente!

Castelo de Neuschwanstein (Schwangau – Alemanha) 

Castelo de Neuschwanstein – Alemanha | Crédito: Shutterstock

Caso você seja fã das animações da Disney, este castelo vai parecer bem familiar, pois serviu de inspiração para o icônico Castelo da Cinderela. Erguido no século 19 por ordem do rei Luís II da Baviera com o objetivo de “fugir do mundo”, ele foi aberto ao público após sua morte, em 1886.

Atualmente, é a construção mais fotografada da Alemanha e recebe mais de um milhão de visitantes por ano.

Castelo de Peles (Sinaia – Romênia) 

Castelo de Peles – Romênia | Crédito: Pixabay

Combinação perfeita do neogótico com o neorrenascentista alemão, este castelo foi edificado no século 19 e, sem dúvidas, é um dos mais belos de toda a Europa. Situado em Sinaia, mais especificamente aos pés das montanhas Bucegi, foi residência da família real até 1947.

Primeiro a ser completamente iluminado por eletricidade, sua decoração se mantém intacta, contando com lustres de cristal, esculturas de madeira, pinturas no teto, tapeçaria, móveis e muito mais.

Monte Saint-Michel (Mancha – França) 

Monte Saint-Michel – França | Crédito: Pixabay

Uma das maravilhas da França, esta fortaleza foi construída sobre um monte à beira-mar e só pode ser acessada a pé se a maré estiver baixa. Medieval, é o terceiro point mais visitado do país, apresenta um estilo gótico e é um importante local de peregrinação católica, já que abriga um santuário dedicado ao anjo São Miguel.

Outra fonte de inspiração da Disney, foi usado como referência em “Enrolados”.

Castelo de Praga (Praga – República Checa) 

Castelo de Praga – República Checa | Crédito: Shutterstock

Símbolo nacional, foi erigido em meados do século 9, mas tomou a atual aparência entre os séculos 14 e 16. Um dos principais pontos turísticos do destino, ocupa uma área equivalente a 72,5 mil m², o que o transformou no maior castelo do mundo. Patrimônio Mundial da Unesco, em seu interior há o antigo Palácio Real, a gótica Catedral de São Vito, a Basílica de St. George, um mosteiro, vários jardins, palácios, torres e museus – incluindo um de arte barroca.

Desde 1918, o Castelo de Praga funciona como residência oficial do presidente da República Checa.

Alcácer de Segóvia (Segóvia – Espanha) 

Alcácer de Segóvia – Espanha | Crédito: Shutterstock

Datado de 1155, Alcácer de Segóvia foi influência para a criação do castelo do desenho “A Branca de Neve”, um dos clássicos mais antigos da Disney. Construção fortificada de Segóvia, o monumento é admirado por sua sensacional arquitetura: sua parte frontal, por exemplo, assemelha-se a uma proa de navio. Na visita, é possível conhecer a sala do trono e os aposentos reais.

Castelo de Windsor (Windsor – Inglaterra)

Castelo de Windsor – Inglaterra | Crédito: Shutterstock

Maior e mais antiga residência real, existe há mais de 900 anos e é uma das residências da rainha Elizabeth II e sua família. Localizado no condado de Berkshire, na cidade de Windsor, a 38 km de Londres, é uma das mais famosas casas reais e foi escolhido para a comemoração de 90 anos da rainha e para o casamento do príncipe Harry com a então atriz norte-americana Meghan Markle.

Entre as atrações que podem ser vistas estão: os Apartamentos de Estado, a casa de bonecas da Rainha Mary, salões de eventos especiais, Salas Semiestatais e a Grande Sala de Recepção. Fora isso, ainda há a Capela de St. George, um exemplo de arquitetura gótica e onde foi realizado o casamento real. No castelo também é possível assistir à tradicional troca da guarda real. Para conferir a agenda e os horários, clique aqui.

Kylemore Abbey (Connemara – Irlanda)

Kylemore Abbey – Inglaterra | Crédito: Shutterstock

Localizado em Connemara, condado de Galway, este castelo abriga uma belíssima história real de amor. Construído por Mitchell Henry para dar de presente para sua idolatrada Margaret, é datado de 1860 e corresponde ao local onde o casal viveu até o fim de suas vidas. Após quatro anos de sua construção, ao viajar para o Egito, a amada adoeceu e veio a falecer, então Henry fez uma mini-igreja gótica em sua homenagem e também um mausoléu, no qual os amantes descansam lado a lado. Sinistro ou romântico?

Castello Sforzesco (Milão – Itália)

Castello Sforzesco – Itália | Crédito: Shutterstock

Originado entre 1360 e 1370, este castelo é da época do reinado da família Visconti, mas só levou o atual nome após uma ampliação realizada durante o final do século 15, quando já era governado por Ludovico il Moro, membro da família Sforza. Belíssimo, já funcionou como fortaleza, residência e quartel militar. Hoje, abriga museus e instituições culturais, como o Museu Civic, que desde 1896 é o lar de uma das maiores coleções de artes de Milão.

Um dos mais emblemáticos e populares monumentos da cidade, é a casa de importantes obras, tais como Pietà Rondanini – última escultura de Michelangelo – e pinturas de Mantegna, Tiziano e Tintoretto, entre outros.

Castelo de Glamis (Glamis – Escócia) 

Castelo de Glamis – Escócia | Crédito: Shutterstock

O mais “mal-assombrado” dos castelos escoceses está localizado na aldeia de Glamis, no leste da Escócia. Esplendoroso e antiga residência de Lady Elizabeth Bowes-Lyon, a Rainha-Mãe, sua rica e fascinante história atravessou séculos e séculos, atraindo muitos curiosos.

Lar ancestral dos condes de Strathmore e Kinghorne desde 1372 e também local de nascimento da princesa Margarida, o local está superconservado tanto em seu interior como no exterior. Fortemente associado a lendas que falam sobre segredos obscuros, foi nele que o Rei Malcom II da Escócia foi assassinado. Além disso, é o cenário de Macbeth, peça de teatro assinada por Shakespeare.

Castelo de São Jorge (Lisboa – Portugal)

Castelo de São Jorge – Portugal | Crédito: Shutterstock

Inserido em uma das colinas de Lisboa, o Castelo de São Jorge é uma das mais antigas construções e é possível vê-lo de diversos pontos do município português. Erigido pelos mouros durante o século 9, já foi residência da família real portuguesa e também um quartel.

Ponto turístico bastante popular no país, o monumento conta com uma história de mais de oito séculos de lutas e guerras que marcaram a região. Colocado sob devoção de São Jorge, santo a quem os guerreiros eram devotos, ele também já foi conhecido como Paço Alcáçova. Impressionante com suas gigantescas muralhas, de lá é possível observar e fotografar Lisboa de uma forma única e digna de porta-retratos.

E aí, #partiu? Não perca tempo e conheça cada um dos castelos europeus. O Velho Continente está lotado de opções para todos os gostos e estilos!


Escrever Comentário

Com um agente de viagens, faça chuva ou faça sol, a sua tranquilidade é garantida.

Véspera de férias? Então bora dormir tranquilo, com a certeza de que o seu aéreo, reservas em hotéis e serviços estão confirmados.

Veja Mais

Os agentes de viagens estão aqui pra te ajudar a ter a viagem dos sonhos com a tranquilidade que você merece ;)

Veja Mais