24 horas em Vitória

Blog Segue Viagem
|

Metade ilha, metade continente; de um lado praia e, do outro, pura mata; meio urbana, meio bucólica; de vez em quando antiga e, em outras tantas, uma modernidade só. Essa é Vitória, a capital do Espírito Santo, que se apresenta de diferentes formas para ganhar o coração de quem a visita.

Cinco motivos para você esticar sua viagem a trabalho
Cuidados com a bagagem
Como arrumar a mala para viagens?

Fundada oficialmente em 1551, uma das cidades mais antigas do Brasil é veterana na arte de inspirar e agraciar moradores e turistas com suas inúmeras riquezas históricas e belezas naturais, divididas em 33 ilhas e em uma porção continental.

Detentora de diversos títulos de peso, a praiana, executiva, gastronômica, cultural e badalada Vitória tem, porém, outro desafio em vista: mostrar a você o que fazer em apenas 24 horas.

Bora?

8h – Praia de Camburi e Curva da Jurema

Praia do Canto e Curva da Jurema – Vitória – Espírito Santo | Crédito: Sagrilo

Imagine começar o dia em um local paradisíaco, admirando o lindo espetáculo do amanhecer, caminhando à beira-mar ou correndo em um calçadão rodeado por paisagens que são puro deslumbre. Nos 5 km de extensão de Camburi, uma das praias mais famosas do destino, as horas de lazer podem incluir ainda passeios de barco, kitesurfe, pesca oceânica e futebol de areia, em meio a uma infinidade de outras atrações que podem ser praticadas ao ar livre. Não se esqueça de dar uma passada também na Praia Curva da Jurema, outro símbolo da capital, perfeita para relaxar nos quiosques e saborear a riquíssima culinária capixaba.

13h – Centro Histórico

Com 466 anos de idade, Vitória tem muitas histórias para contar. Para conhecê-las, a melhor maneira é fazer um tour a pé e escolher algum dos mais de 50 pontos turísticos e culturais situados na região central. Entre escadarias, ladeiras, praças e viadutos, considerados legítimas relíquias arquitetônicas, destacam-se a Catedral Metropolitana, o Palácio Anchieta – atual sede do governo estadual, que guarda o túmulo do Padre José de Anchieta –, o Theatro Carlos Gomes, o Convento do Carmo, a Capela de Santa Luzia, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e a Igreja de São Gonçalo. Vale lembrar que alguns desses locais possuem dias e horários específicos para visitação, ok? Quando a fome apertar, basta entrar em um dos muitos restaurantes espalhados por ali.

16h – Parque Municipal Pedra da Cebola

Ocupando uma área superior a 100 mil m², o Parque Pedra da Cebola é um refúgio de paz e calmaria que proporciona um contato bem próximo à natureza, formada, inclusive, por resquícios das matas Atlântica e de restinga. Muito procurado para a realização de caminhadas, piqueniques e meditação, conta com lagos, playgrounds, campo de futebol, jardim oriental, um mirante sobre um paredão rochoso, um centro cultural e (o seu principal ícone!) uma escultura de pedra em formato de cebola.

21h – Rua Viva, na Praia do Canto

Rua Viva – Vitória – Espírito Santo | Crédito: Yuri Barichivich

Se o nome “Viva” já fornece uma ótima pista sobre a sua vocação, o apelido “24 horas” praticamente decifra a charada. Localizada no Triângulo das Bermudas – chamado assim por fazer os boêmios “se perderem” na diversão –, uma das ruas mais agitadas da cidade é uma excelente pedida para quem quer badalar nos inúmeros bares, restaurantes e festas. Reunindo público supervariado, que vai de universitários a executivos, no point da diversão noturna os únicos que não encontram espaço para se encaixar são os carros, proibidos de circular pelo local das 22 às 5h.


Escrever Comentário

Com um agente de viagens, faça chuva ou faça sol, a sua tranquilidade é garantida.

Véspera de férias? Então bora dormir tranquilo, com a certeza de que o seu aéreo, reservas em hotéis e serviços estão confirmados.

Veja Mais

Os agentes de viagens estão aqui pra te ajudar a ter a viagem dos sonhos com a tranquilidade que você merece ;)

Veja Mais